20/9/18
 
 
Sporting. Preparador físico confessa que o que se passou em Alcochete “foi absolutamente traumatizante”

Sporting. Preparador físico confessa que o que se passou em Alcochete “foi absolutamente traumatizante”

João Porfírio Jornal i 23/05/2018 10:52

Preparador físico dos leões confessou ter pesadelos com as agressões: “No meio dos pesadelos, acordo como se estivesse na guerra no Iraque”

O preparador físico do Sporting, Mário Monteiro, revelou esta quarta-feira que irá acabar com a sua carreira profissional por causa das agressões que decorreram a semana passada em Alcochete.

Em entrevista ao Jornal de Notícias, Mário disse que viveu um momento de terror a semana passada: “O que se passou foi absolutamente traumatizante”.

Apesar de acompanhar Jorge Jesus há mais de dez anos, foi muito preciso na decisão de acabar com a carreira de 25 anos. “Tenho muita dificuldade em adormecer e, no meio dos pesadelos, acordo como se estivesse na guerra no Iraque. Vou voltar à escola onde estou colocado como professor de Educação Física, em Vila Nova de Famalicão”, confessou.

O preparador contou ainda que foi atacado “nos pulsos e no tronco com uma tocha a arder” e que apesar de saber que foi um “alvo acidental”, porque os agressores pretendiam confrontar os jogadores, confessa ter medo de vir a sofrer novos ataques.

“Há 15 indivíduos que não estão identificados, que estão soltos, e podem ser um perigo para a equipa técnica e para o plantel”, frisou.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×