17/11/18
 
 
Bruno de Carvalho despediu Jorge Jesus, mas proibiu-o de dizer

Bruno de Carvalho despediu Jorge Jesus, mas proibiu-o de dizer

José Cabrita Saraiva 19/05/2018 10:13

O SOL avança este sábado que após a derrota na Madeira, Bruno de Carvalho despediu verbalmente Jesus, que só aceita continuar se o presidente sair.

Sobre este último ponto, o processo seria simples: pagar-lhes-ia até ao fim de agosto, pelo que eles não poderiam treinar outro clube (a época futebolística começa exatamente em agosto). Sobre o ponto 2, ia levantar-lhes um processo disciplinar com vista ao despedimento por justa causa.

Sobre o ponto 1, eles estavam despedidos mas não podiam dizê-lo publicamente, pois formalmente isso só se efetivaria com o processo disciplinar.

Nesta altura da reunião, muito calmo - pois tinha previsto a situação com o seu advogado, Luís Miguel Henrique -, Jorge Jesus perguntou: «Estou suspenso?». Aparentemente, Bruno não estava à espera da pergunta. E limitou-se a dizer: «Ser-lhe-á comunicado amanhã».

Leia a notícia completa aqui

 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×