19/11/18
 
 
Condenado homem acusado de enforcar gata em Coimbra

Condenado homem acusado de enforcar gata em Coimbra

Jornal i 17/05/2018 12:07

Homem foi acusado e condenado pelo crime de maus tratos a animais

O Tribunal da Relação de Coimbra condenou, esta semana, Jorge Mariano pela morte de uma gata, chamada Camila, em junho de 2016. Em causa está o crime de maus tratos a animais.

A Associação Gatos Urbanos lembrou que, em novembro do ano passado, o Tribunal de comarca de Coimbra tinha absolvido o arguido por aplicação do principio in dubio pro reu, “mas, inconformada, a Ondina Ferreira, dona do animal, persistiu, determinada, resiliente e confiante na justiça. Recorreu para o Tribunal da Relação e viu assim fazer-se justiça”.

O homem de 59 anos é acusado de estrangular e, consequentemente, matar a gata, com recurso a um fio de nylon.

Em novembro de 2017, o juiz José Carlos Ferreira revelou que o arguido tinha sido absolvido, indicando apenas que determinados factos não tinham sido dados como provados no decorrer de todas as sessões de julgamento, algo que levou a dona do animal a apresentar recurso junto do Tribunal da Relação de Coimbra, tendo a resposta chegado agora.

Durante o julgamento, o arguido disse estar inocente e considerou que “tinha que estar doido” para cometer um crime deste tipo, tenfdo sempre afirmado que se encontrava a trabalhar em casa de um amigo durante a semana em que ocorreu o crime e que apenas chegava a casa pelas 20h30.

“Com esta decisão dos Meritíssimos juizes do Tribunal da Relação de Coimbra que não deixaram o crime impune. Fizeram justiça e reforçaram a nossa confiança no sistema judicial”, declarou Jorge Gouveia, líder da Associação Gatos Urbanos, ao Notícias de Coimbra.

Esta é a primeira condenação em Coimbra pelo crime de maus tratos a animais, informa ainda a mesma associação.

 

 

 

 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×