19/9/18
 
 
José Paulo do Carmo 04/05/2018
José Paulo do Carmo

opiniao@newsplex.pt

South Beach, o novo espaço de Maputo

A vida faz mais sentido ser vivida quando temos com quem partilhar a alegria e o sucesso nos bons momentos e quando construímos um histórico de integridade e amizade que demonstra a sua solidariedade, carinho e afeto nos menos bons.

 E é isso que sinto de uma forma mais vincada aqui em África, de onde vos escrevo. Por aqui há espaço para mudar o mundo todos os dias nas pequenas coisas e isso não poderá nunca significar nada menos do que algo fascinante. Moçambique tem esse encanto e mostra-nos o doce veneno de sentirmos que podemos fazer a diferença, construir pela primeira vez, sermos os primeiros em alguma coisa.

É nesse enquadramento que se encontra o South Beach, o primeiro beach club (ou clube de praia ) que nasce em Maputo. Sentir de perto esta mudança do paradigma até agora vigente na área dos eventos e do entretenimento faz-nos a cada um de nós que participa neste momento, em primeiro lugar, sentir o privilégio de estarmos integrados nesta construção, e depois, a mim, pessoalmente, o orgulho de ver um amigo que por cá se encontra há muitos anos concretizar um sonho que sempre o acompanhou e pelo qual muito lutou. E, por aqui, as coisas não são assim tão fáceis de empreender. A resiliência é a palavra de ordem e a procura dos nossos sonhos também, por muito que eles pareçam muitas vezes inatingíveis ou de tal forma longínquos que parecem por vezes não passar de simples miragens.

Nesta cidade onde os abraços são efetivamente de borla e os sorrisos se encontram em cada criança há espaço para muitos projetos e uma vontade imensa de que a abertura deste conceito traga uma nova vida a uma cidade que precisa de música, festa e animação como parte integrante de uma vivência mais cosmopolita. A diversão e a restauração devem andar obrigatoriamente de braço dado com uma política de turismo orientada para a qualidade e a segurança, para que quem por cá investe se possa sentir mais preenchido.

Lisboa tem sentido o crescimento turístico também na sua oferta de entretenimento e, embora muitas vezes este seja ostracizado por ser malvisto, será sempre um acrescento de interesse para quem nos procura. Essa é uma das vertentes ainda por explorar em Moçambique: produtos nesta área que possam posicionar na sofisticação e que façam a diferença. Uma cidade cosmopolita será sempre mais interessante e, por conseguinte, atrairá uma maior diversificação de pessoas e de investimentos.

Maputo vive, por isso, uma semana histórica, com a abertura de, mais do que um espaço, um produto inovador, equiparado ao melhor que se passa um pouco por todo o mundo, assente no serviço ao cliente, num rasgo musical moderno em plena praia, com o mar como pano de fundo. E isto, por aqui, vive-se intensamente, como se a cidade por momentos parasse e se engalanasse para receber os seus convidados. É por isso meu desejo profundo que este seja o início de um projeto inolvidável que traga toda a energia positiva e o calor dos grandes espetáculos que Maputo tanto merece. Porque amo este país e porque pessoas como o Pedro Medeira, que constroem este tipo de projetos e marcam a evolução das próprias gerações, possam sair recompensados. Que comece a festa!

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×