14/11/18
 
 
Vereador do PCP acusado de difamação e calúnia a Carreiras

Vereador do PCP acusado de difamação e calúnia a Carreiras

João Porfírio Jornal i 03/05/2018 10:58

Carreiras sentiu-se caluniado e o processo avança nos tribunais

O Ministério Público, por via da Procuradora da República da Comarca de Lisboa Oeste, acusou o então vereador do PCP em Cascais Clemente Alves de difamação e calúnia ao presidente da Câmara Municipal de Cascais.

Clemente Alves havia escrito na sua página pessoal Facebook que Carreiras “para meter nos bolsos de amigos uma mão cheia de milhões de euros”, iludiu a boa fé da Fundação Aga Khan, “escondendo que os terrenos em causa tinham uma baixa capacidade construtiva e que parte deles integravam áreas da reserva agrícola e de reserva ecológica nacional”.

“Palavras para quê, é um artista do PSD”, concluira então o comunista, sobre Carlos Carreiras, que o levou prontamente a tribubal, estando agora o ex-vereador acusado de difamação agravada com publicidade e calúnia”.

Clemente Alves tem percurso mediaticamente marcante na autarquia cascalense, sendo que, no ano passado chegou a ser detido numa manifestação por resistir à polícia. “Os agentes policiais tentaram que o vereador abandonasse o local, mas este tratou mal um polícia, desobedeceu às ordens e resistiu. Foi detido e levado para a esquadra do Estoril”, apontaram então as autoridades.

 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×