25/9/18
 
 
Espanha. Barça celebra e põe o último prego no caixão do Depor

Espanha. Barça celebra e põe o último prego no caixão do Depor

Bruno Venâncio 30/04/2018 08:30

O Barcelona foi à Galiza bater o Corunha (2-4), com hat-trick de Messi, e garantiu a conquista do 26º campeonato da sua história - oitva dobradinha. Em Itália, a Juve está a caminho do hepta

Era uma inevitabilidade: mais domingo, menos domingo o Barcelona festejaria o 26.º título da sua história. Aconteceu ontem: os blaugrana foram à Galiza derrotar o Corunha (2-4), que acabou despromovido à segunda divisão espanhola, e celebraram assim o regresso aos títulos, depois de terem visto o Real Madrid festejar na época passada. Messi, com três golos, vestiu mais uma vez a pele de herói blaugrana, mostrando - como se ainda fosse preciso - que é mesmo de outra galáxia.

Em segundo continua o Atlético de Madrid, que sofreu muito mas conseguiu vencer no terreno do Alavés (0-1). Um penálti de Gameiro, já depois de Fernando Torres desperdiçar outro, selou o resultado e manteve os colchoneros quatro pontos à frente do rival Real, que na véspera também tinha vencido por serviços mínimos (2-1 ao Leganés), sem Cristiano Ronaldo e já com a cabeça na segunda mão das meias-finais, onde irão receber o Bayern.

Na luta pelos lugares europeus, Getafe e Girona empataram (1-1) e anulara-se. Ainda assim, a equipa de Antunes tem um ponto a mais que os andaluzes, derrotados no terreno do Levante (2-1) na sexta-feira - resultado que motivou a demissão do técnico Vincenzo Montella.

Em Itália, tudo ficou também praticamente resolvido esta jornada. No sábado, a Juventus conseguiu uma vitória fulcral, arrancada a ferros na visita ao terreno do Inter de Milão (2-3). Os nerazzurri, em desvantagem desde os 13 minutos e reduzidos a dez desde os 15’, viraram o jogo na segunda parte com golos aos 52’ e 65’. A Juve, porém, voltou a empatar aos 87’ e acabaria por completar nova reviravolta com golo de Higuaín aos 89’.

Este resultado deixava o Nápoles a quatro pontos e obrigava os napolitanos a ganhar ontem no terreno da Fiorentina. Não foi possível: a equipa da casa venceu por 3-0 (hat-trick de Giovanni Simeone, filho do técnico do Atlético de Madrid) e praticamente entregou o heptacampeonato à vecchia signora.

mou bate wenger pela última vez Na Premier League, o Manchester United praticamente garantiu o segundo lugar ao vencer o Arsenal (2-1), num jogo que ficou marcado por uma homenagem de Alex Ferguson a Arsène Wenger, que vai abandonar o comando técnico dos gunners no final da temporada, e à qual até se juntou José Mourinho, que tantas discussões teve ao longo dos anos com o francês.

Os red devils têm agora mais cinco pontos - e menos um jogo - que o Liverpool, que não saiu do nulo na receção ao aflito Stoke, ficando pela primeira vez em branco em Anfield na prova. Na luta pela Liga dos Campeões permanece o Chelsea, que foi ao País de Gales vencer o Swansea (0-1); o conjunto de Carlos Carvalhal, por seu lado, já só está um ponto acima da linha de despromoção, dado que o Southampton (com Cédric no onze) bateu o Bournemouth por 2-1.

Realce ainda para mais uma marca batida pelo Manchester City: com o triunfo em casa do West Ham, os comandados de Pep Guardiola chegaram aos 102 golos na Premier League e tornaram-se a primeira a passar a marca centenária duas épocas seguidas.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×