19/4/18
 
 
Bombeiros desafiam Marcelo e Costa a fazer prova de sobrevivência

Bombeiros desafiam Marcelo e Costa a fazer prova de sobrevivência

Jornal i 16/04/2018 10:51

O Survival Firefighter Challenge (Desafio de Sobrevivência dos Bombeiros) realiza-se este ano em Portugal e é organizado pelas corporações de bombeiros de Vila Nova de Gaia e da Maia.

Marcelo Rebelo de Sousa e António Costa foram desafiados pelos bombeiros de Moreira da Maia e de Valadares para participarem no Survival Firefighter Challenge - que em português se traduz como Desafio de Sobrevivência para Bombeiros. O evento realiza-se em Vila Nova de Gaia e Maia no fim de semana de 28 e 29 de abril.

O desafio consiste em subir o mais rapidamente possível ao cimo da torre de Lidador, ao edifício da câmara da Maia e que é conhecida como "isqueiro" e que tem 422 degraus, carregando o material necessário para o combate aos incêndios que pesa 2 quilos. Existe ainda uma prova de equipas em que os bombeiros têm de ultrapassar dez obstáculos, salvar a "vítima" de 70 quilos e levá-la ao topo da torre. E tudo isto, no mínimo tempo possível.

"O convite para Marcelo Rebelo de Sousa e António Costa será enviado para que os governantes vejam no terreno como os bombeiros estão portugueses estão bem preparados e focados no combate a fogos e socorro a situações de emergência", disseram à Lusa os comandantes dos Bombeiros de Moreira da Maia, Manuel Carvalho, e de Valadares, Miguel Pimentel.

No entanto, o desafio proposto aos governantes será "menor ou sem preocupações com tempo", explicou Manuel Carvalho destacando que estas provas "englobam competências técnicas, físicas e mentais".

"Estamos num momento desafiante para os bombeiros e para a nação: a preparação para os fogos florestais e a memória do que se passou no ano passado. Contamos mostrar que a catástrofe, o salvamento, o incêndio, obrigam a um trabalho de equipa e que nos preparamos sempre ao máximo", disse ainda o comandante de Moreira da Maia. Já Miguel Pimentel acredita que "este desafio surge para mostrar que os bombeiros portugueses, desde S. Brás a Valença, não ficam atrás dos internacionais". "Mostramos que este setor não tem só fogos florestais. Rejeitamos a imagem de coitadinhos, ainda que obviamente os apoios sejam importantes", acrescentou.

O evento conta com a participação de mais de 200 bombeiros de várias nacionalidades - França, Bélgica, Alemanha, Inglaterra e Espanha - que se juntam às 22 equipas de portugueses oriundas de todo o país. O primeiro dia, dia 28, será de formação e o desafio terá lugar no segundo dia.

O Survival Firefighter Challenge pretende "pôr à prova os participantes em práticas que requerem destreza, resistência, trabalho de equipa e perícia", explica o comandante Miguel Pimentel. "Admitimos que este é um grande desafio, mas desde as 8h haverá sempre alguém a subir à torre seja a treinar, seja a realizar a prova, ou mesmo crianças que vão conhecer o espaço e o trabalho dos bombeiros de perto, portanto podem tentar quando quiserem", acrescentou o comandante Manuel Carvalho.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

Não tem utilizador? Clique aqui para registar

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×