20/10/20
 
 
Rússia chama embaixadores de países que expulsaram diplomatas russos ao Kremlin

Rússia chama embaixadores de países que expulsaram diplomatas russos ao Kremlin

Jornal i 30/03/2018 13:30

Em causa está o envenenamento de Sergei Skripal, o ex-espião russo

Os embaixadores de nove países europeus foram chamados ao Kremlin, refere a Agência de notícias AFP. Entre os nove países estão o Reino Unido, França, Alemanha, Itália e Polónia.  

"Em 30 de março, os chefes das missões diplomáticas de vários países acreditados na Federação Russa, que tomaram ações não amigáveis contra a Rússia 'em solidariedade' com o Reino Unido no caso Skripal foram convocados ao Ministério dos Negócios Estrangeiros da Rússia", pode ler-se na nota de imprensa publicada no site do MNE russo.

"Os embaixadores vão receber notas de protesto e serão informados sobre as medidas recíprocas", acrescenta o comunicado, a que a Lusa teve acesso.

A convocação dos vários embaixadores surge no mesmo dia em que o Kremlin garantiu que não foi a Rússia a começar uma guerra diplomática. Recorde-se que, ao longo desta semana, vários diplomatas russos foram expulsos devido ao caso do envenenamento do antigo espião russo, Sergei Skripal, e da sua filha, no Reino Unido.

O ex-espião e a filha Yulia foram encontrados, no dia 4 de março, inconscientes em Salisbury, no sul de Inglaterra, depois de terem sido envenenados com um componente químico que ataca diretamente o sistema nervoso.

O Reino Unido atribuiu a culpa a Moscovo, que desmente todas as acusações feitas.

Dez dias depois, Londres anuncia a expulsão de 23 diplomatas russos do Reino Unido e ainda o congelamento de qualquer tipo de relação bilateral. Moscovo responde da mesma forma – expulsa 23 diplomatas britânicos e suspende a atividade do British Council na Rússia.

 

 

 

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×