05/03/2024
 
 
Stormy diz que foi ameaçada e deu “um par de pancadas” a Trump

Stormy diz que foi ameaçada e deu “um par de pancadas” a Trump

Jornal i 26/03/2018 22:26

Cerca de 21 milhões de pessoas assistiram à grande entrevista com a atriz pornográfica que alega um caso.

 

Stormy Daniels, a atriz de cinema pornográfico que alega ter tido um caso sexual com o presidente americano nos meses que se seguiram ao nascimento do seu filho mais novo, revelou numa entrevista emitida domingo que foi ameaçada quando pela primeira vez tentou vender a história a uma revista cor--de-rosa. A atriz, cujo nome real é Stephanie Clifford, afirma que estas e outras ameaças levaram--na a não divulgar mais cedo a sua história e contribuíram para que assinasse o acordo de sigilo com o advogado de Trump em 2016, a dias das eleições.

“Estava num parque de estacionamento, a caminho de uma aula de fitness, e com a minha filha bebé”, disse ao programa “60 Minutos”, ao qual cerca de 21 milhões de pessoas assistiram no domingo – é o episódio mais visto desde que o programa entrevistou Barack e Michelle Obama depois das eleições de 2008.

“Um tipo aproximou-se e disse: ‘Deixa o Trump em paz. Esquece a história.’ Debruçou-se junto de nós, olhou para a minha filha e disse: ‘Aí está uma rapariguinha bonita, seria uma pena que algo acontecesse à mãe.”

Clifford, ou Daniels, diz nada saber sobre o homem que a ameaçou e afirma que não foi à polícia por medo. Nesse ano de 2011, a atriz pornográfica acabara de vender os direitos da sua versão do caso com Donald Trump, por 15 mil dólares, à Bauer Publishing, que decidiu então não a publicar por receio de uma ação judicial do magnata nova-iorquino. A Bauer apenas divulgou a entrevista de Daniels no início deste ano, já depois de divulgada a notícia de que o advogado pessoal de Trump pagara 130 mil dólares à atriz.

Stormy Daniels é uma de entre muitas pedras no sapato da Casa Branca e da presidência de Donald Trump, que tenta ignorar uma dezena de queixas de assédio e outra amante em rota de entrevistas, Karen McDougal, ex-modelo da “Playboy”. Por estes dias, porém, Daniels é a pedra mais audível. E cativante. Na entrevista de domingo, por exemplo, Daniels conta que “deu um par de pancadas” no rabo de Trump com uma revista na qual ele aparecia na capa. Disse também que, na realidade, não se sentiu atraída por ele e estava especialmente interessada nas suas ligações empresariais e no convite que lhe prometera para o seu reality show.

A atriz pornográfica admite na entrevista que está a tirar partido da atenção e que é contratada para mais filmes que o habitual. Daniels diz também, todavia, que isso não é razão para duvidar do seu relato que, admite, sofreu avanços e recuos desde o início do ano, graças, assegura, às ameaças e pressões do advogado do presidente, Michael Cohen.

“Estava perfeitamente confortável na posição de não dizer nada”, disse Daniels ao jornalista Anderson Cooper. “Mas não estou OK com o facto de me estarem a chamar mentirosa”, afirma, explicando que está a quebrar o acordo de sigilo porque foi alvo de comentários difamatórios, porque o contrato está mal redigido e porque o advogado de Trump admitiu em público ter transferido os 130 mil dólares.

Ler Mais

Os comentários estão desactivados.


×

Pesquise no i

×
 


Ver capa em alta resolução

iOnline