25/9/18
 
 
Sarampo. Dois casos suspeitos em Braga e Coimbra

Sarampo. Dois casos suspeitos em Braga e Coimbra

Beatriz Dias Coelho 19/03/2018 08:17

Nova atualização do boletim informativo sobre o surto de sarampo que afeta a região Norte será feita hoje

O hospital de Braga identificou, ontem à tarde, um caso suspeito de sarampo num dos colaboradores da instituição. À hora de fecho da edição, as suspeitas ainda não estavam confirmadas mas, ainda assim, o hospital acionou várias medidas, como a vacinação dos profissionais.

À Lusa, fonte do hospital disse que o caso “ainda não foi confirmado laboratorialmente”, avançando que “foram tomadas medidas de contingência em coordenação com as autoridades de saúde pública, para aplicação de ações preventivas”.

Segundo o “Expresso”, a paciente em questão é uma médica anestesista que terá ido ao Algarve em trabalho. No regresso, apresentava sintomas da doença.

O semanário avança ainda que “médicos, enfermeiros e auxiliares” estavam a ser contactados durante o fim de semana com o objetivo de hoje se proceder à vacinação de 200 trabalhadores do hospital. Os passageiros do voo em que a médica viajou, com destino ao Porto, estavam também a ser contactados para confirmar se estavam vacinados contra a doença.

Outro caso?

Entretanto, durante a tarde de ontem surgiram também suspeitas de um outro potencial caso de sarampo, desta vez em Coimbra. Segundo a RTP, que avançou a notícia, o caso suspeito é o de uma mulher de Pombal que deu entrada nas urgências do Centro Hospitalar da Universidade de Coimbra na noite de sábado.

O último boletim informativo da Direção-Geral da Saúde, emitido nessa noite, dava conta de 36 casos de sarampo confirmados, num total de 87 casos suspeitos, na região Norte.

Segundo o comunicado, desde dia 9, “dos 87 casos reportados, 36 foram confirmados laboratorialmente pelo Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge e 25 foram infirmados; os restantes 26 casos aguardam resultado laboratorial”.

O documento faz ainda saber que “todos os casos reportados são adultos, estando um internado em situação clínica estável”. Entre os casos confirmados, 22 referem-se a pacientes do sexo feminino e 14 do sexo masculino.

O boletim informativo relativo ao surto de sarampo na região Norte, que teve origem no Hospital de Santo António, no Porto, será atualizado hoje, pelas dez e meia, em conferência de imprensa.

Marcelo e a importância da vacinação

O surto surgido na região Norte do país levou o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, a apelar à vacinação contra o sarampo.

À margem da Feira de Educação e Formação, a decorrer na FIL, em Lisboa, Marcelo disse aos jornalistas que “não é possível haver vacinação obrigatória, mas é muito importante que muitos portugueses percebam a importância da vacina”.

O presidente reconheceu que “houve uma moda respeitável”, há alguns anos, que levou muitas pessoas a evitar vacinarem--se por acreditarem que as vacinas tinham efeitos secundários prejudiciais. Hoje “está provado que a vacinação tem um papel fundamental neste tipo de doenças e, portanto, se eu posso fazer um apelo sem que isso seja obrigatório para ninguém, é o apelo no sentido de vacinarem, a começar pelas crianças e pelos jovens”.

Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que isso era mais importante do que averiguar se a obrigação de vacinar “cabe ou não na Constituição”.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×