17/11/18
 
 
Iguana no menu, viagens ao espaço no horizonte do mais rico do mundo

Iguana no menu, viagens ao espaço no horizonte do mais rico do mundo

DR Magalhães Afonso 14/03/2018 13:59

Jeff Bezos recebeu o Buzz Aldrin Space Exploration Award, prémio do The Explores Club, que serve espécies raras nos jantares anuais de gala

.Jeff Bezos foi o destaque da noite do 114.º jantar anual de gala do The Explorers Club, uma organização seleta que incentiva as descobertas científicas.

Além do fundador da Amazon e homem mais rico do mundo, estiveram nesta gala, realizada no fim de semana, outros milionários, como o magnata do imobliário norte-americano Ed Roski e o titã da indústria farmacêutica sueca Frederik Paulsen. Mas o que mais se comentou foi a ementa do jantar, depois de o homem mais rico do mundo ter sido fotografado a comer iguana.

Desde há vários anos que nos jantares daqueles clube são servidos animais raros caçados pelos membros da sociedade, constituída por exploradores e cientistas de renome.

No menu havia ainda tarântulas e baratas, com o objetivo de passar uma mensagem de reflexão sobre espécies consideradas invasoras.

Originárias da América central e do Sul, as iguanas estão a avassalar Porto Rico e o sul da Florida, nos EUA. A praga – que transmite a salmonela – dizima relvados e jardins, para além de escavar tocas grandes e profundas que destroem passeios, poços e fundações.

Um dos outros objetivos destes jantar é inspirar um novo mercado alimentar. Pratos servidos em jantares anteriores incluíram testículos de touro, tartaruga, cobras pitão ou medusa. Em 2016, um dos responsáveis pela ementa destes jantares afirmou ser “necessário criar um mercado para as espécies invasoras de forma a aliviar a pressão sobre as espécies invadidas”.

Em relação à iguana – assada e com molho – estava “deliciosa e sumarenta. Muito melhor do que frango”, comentou Sadie Whitelocks, membro do The Explorers Club e convidada do jantar.

Dinamizar as viagens ao Espaço Na ocasião, Jeff Bezos, que recebeu o prémio anual do clube, o Buzz Aldrin Space Exploration Award (em homenagem ao antigo astronauta e segundo homem a pisar a Lua), pelo investimento na empresa espacial Blue Origin, afirmou que pretende tornar as viagens tão dinâmicas e empreendedoras como a Internet.

“O preço para chegar ao espaço é muito alto”, afirmou o fundador e principal acionista da Amazon no sábado quando aceitou um prémio relacionado com a exploração espacial.

Antes, Bezos tinha dito que irá financiar a Blue Origin – empresa que fabrica foguetões espaciais e da qual é proprietário – com mil milhões de dólares por ano vendendo ações da Amazon. Este poderá ser o começo do seu compromisso financeiro para com o projeto, que tem como objetivo o desenvolvimento de foguetões reutilizáveis para levar pessoas ao espaço.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×