19/11/18
 
 
“O PS é incapaz de se afirmar como um partido de esquerda”

“O PS é incapaz de se afirmar como um partido de esquerda”

João Girão Jornal i 05/03/2018 10:55

Jerónimo de Sousa critica PS e Bloco de Esquerda

O secretário-geral do PCP criticou o PS por ser “incapaz de se afirmar claramente como um partido de esquerda, como uma força de esquerda”. Num almoço-comício na Aldeia de Paio Pires, Seixal, Jerónimo de Sousa disse que o PSD e o CDS criticam o “governo das esquerdas”, mas “alinham com o PS” quando se trata dos direitos dos trabalhadores. “Eles sabem que o PS é incapaz de se afirmar claramente como um partido de esquerda”, acrescentou o secretário-geral dos comunistas.

Jerónimo voltou a criticar o “caminho de consensos” entre o PS e os sociais-democratas e considerou que “há problemas que carecem de resposta”, porque o “PS, em convergência com o PSD e o CDS, confirma a sua submissão às imposições do euro e da União Europeia”.

Apesar disso, o secretário-geral do PCP reconheceu que “há elementos positivos na situação do país”, nomeadamente o crescimento económico, as “melhorias nas pensões e nos salários” e “o desagravamento fiscal do trabalho”. 

A lei do financiamento dos partidos foi outro tema abordado por Jerónimo neste comício. As críticas foram dirigidas ao PSD e ao Bloco de Esquerda. “Deram o dito pelo não dito alinhando com o CDS-PP na norma sobre o IVA que, no essencial, acabará por manter a confusão sobre o que é ou não é atividade política.” Jerónimo de Sousa explicou que “do que se trata é saber se os partidos devem ou não fazer pela vida, recolhendo fundos, contribuições dos seus amigos e militantes, ou antes viver à sombra do Estado”. 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×