19/9/18
 
 
Um guia para esta noite de Óscares

Um guia para esta noite de Óscares

Cláudia Sobral 04/03/2018 21:20

Recordista de nomeações, o envolto em polémica “A Forma da Água”, de Guillermo del Toro, dificilmente terminará como recordista de prémios a noite deste domingo em Los Angeles. Um ano depois de “Moonlight”, atenções voltadas também para “Get Out” e o seu realizador, Jordan Peele. E sobretudo para “Três Cartazes à Beira da Estrada”, de Martin McDonaugh, e o Óscar quase certo para a sua protagonista, Frances McDormand.

A Forma da Água

Recordista de nomeações este ano (13, ao todo), pouco provável será que o mais recente filme de Guillermo del Toro consiga em prémios o mesmo feito. Mostraram-no já os Globos de Ouro, de onde, vencedor em apenas duas categorias, saiu como um dos maiores derrotados.

Veja aqui a lista completa dos nomeados

Três Cartazes à Beira da Estrada

Ao lado de “Get Out”, parece o filme escrito e realizado por Martin McDonagh um dos grandes favoritos ao Óscar de Melhor Filme - sobretudo depois de ter vencido tanto nos Globos de Ouro quanto nos BAFTA.

Frances McDormand

Inquestionável, nem mesmo pela brilhante prestação de Meryl Streep em “The Post”, parece por esta altura a atribuição do Óscar de Melhor atriz a Frances McDormand por “Três Cartazes à Beira da Estrada”. Só não espere daqui mais um vestido preto, sobretudo depois dos BAFTA - e de as próprias fundadoras do Time's Up (Shonda Rhimes, Laura Dern, Ava DuVernay e Katie McGrath) terem anunciado em conferência de imprensa na passada quinta-feira que o movimento se fará presente na passadeira vermelha. Mas já sem dress code.

Get Out

Depois do ano de “Moonlight”, de Barry Jenkins, aparece “Get Out”, de Jordan Peele, nos lugares primeiros da corrida para o Óscar de Melhor Filme. O filme está ainda nomeado noutras três categorias, incluindo a de Melhor Realizador.

Linha Fantasma

Londres, década de 1950, e a história de amor entre Reynolds Woodckock (Day-Lewis), um aclamado costureiro ficcionado, e Alma (Vicky Krieps). Eis o oitavo filme de Paul Thomas Anderson, primeiro rodado fora dos EUA. Nomeado em seis categorias, nele apostamos várias fichas.

Daniel Day-Lewis

Em assunto de previsões, os olhos estão todos postos em Gary Oldman, favorito ao Óscar de Melhor Ator como Churchill em “A Hora Mais Negra” mas com um adversário de peso: Daniel Day-Lewis. Recordista absoluto nesta categoria, anunciou depois de terminada a rodagem de "Linha Fantasma" que este será o seu último filme.

The Post

A noite de domingo será para o último filme de Spielberg, apesar das nomeações, questão de pouco ou nada. Está nomeado apenas em duas categorias (Melhor Filme e Melhor Atriz Principal), em que de resto é pouco provável que vença.

Greta Gerwig

Para a história ficará já a atriz, agora realizadora, como a primeira mulher nomeada para o Óscar de melhor realização ao primeiro filme. Improvável é que o vença. Mas além de nomeado para Melhor Filme “Lady Bird” concorre noutras quatro categorias.

Dunkirk​

Nesta reta final da corrida para os prémios da Academia, a Google anunciou que, entre os trailers de todos os nove nomeados para o Óscar de Melhor Filme, é o do filme de Christopher Nolan o mais visto no YouTube.

Call Me By Your Name

Dizer que morremos de amores pelo filme de Luca Guadagnino seria mentira. Verdade é que tem feito um percurso de sucesso e que chega aos Óscares com quatro nomeações, incluindo para Melhor Filme. E que provável é que seja seu o de Melhor Argumento Adaptado.

The Florida Project

Depois do sucesso que fez “Tangerine”, rodado com recurso a um iPhone, Sean Baker foi capaz de trazer para o seu mais recente filme Willem Dafoe - dizem apostas em geral que não, mas acreditamos nós que possa ser seu este ano o Óscar de Melhor Ator Secundário.

O Quadrado

No ano passado, depois da proibição da entrada nos EUA a cidadãos iranianos, ganhou “O Vendedor”, de Asghar Farhadi. As contas para o Óscar de Melhor Filme Estrangeiro complicam-se este ano, mas o favorito é este “Quadrado”, do sueco Ruben Östlund.

Uma Mulher Fantástica

Na linha da frente na categoria de Melhor Filme Estrangeiro está também “Uma Mulher Fantástica”, do chileno Sebastián Lelio. Sobretudo com o aclamado “120 Batimentos por Minuto”, sobre o ACT UP Paris no início da década de 1990, fora da corrida.

 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×