24/9/18
 
 
“A China faz preservativos demasiado pequenos”, diz ministro da saúde do Zimbabué

“A China faz preservativos demasiado pequenos”, diz ministro da saúde do Zimbabué

Jornal i 01/03/2018 13:45

Uma fábrica chinesa que produz preservativos está a considerar produzir vários tipos de tamanho destes contracetivos, depois de ter ouvido as reclamações do ministro da saúde do Zimbabué.

O ministro da saúde do Zimbabué, David Parirenyatwa, queixou-se acerca do tamanho dos preservativos que são produzidos na China, durante um evento realizado na capital, em Harare, onde esteve a promover o uso de contracetivos, de forma a prevenir o risco de contrair o vírus da sida (VIH)

“A região do Sul de África tem uma das maiores incidência do vírus VIH e nós estamos a promover o uso de preservativos”, referiu o ministro.

“Os mais jovens têm agora a escolha de usar preservativos de que gostem, mas há um problema: nós não os fabricamos. Nós importamos os preservativos da China e há vários homens que se queixam que estes são demasiado pequenos”, disse David Parirenyatwa.

Depois das declarações do ministro da saúde do Zimbabué, um dos executivos chinês de uma empresa que fabrica preservativos garantiu que a mesma está a pensar produzir diferentes tamanhos destes contracetivos.

“Uma vez que temos de agradar a todos os nossos clientes, como é o caso do Zimbabué, como fabricantes, temos a oportunidade e obrigação de contribuir para que toda a gente fique agradada. Já começámos a fazer algumas pesquisas sobre os dados nessa região em específico e preparamo-nos para futuros produtos de diferentes tamanhos.”, disse Zhao, um dos responsáveis da empresa.

 

 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×