24/5/18
 
 
As declarações de D. Manuel Clemente sobre os católicos recasados... lá fora

As declarações de D. Manuel Clemente sobre os católicos recasados... lá fora

Beatriz Dias Coelho 14/02/2018 14:10

As palavras de D. Manuel Clemente lançaram a polémica e a imprensa nacional incendiou-se com artigos e reações.
Lá fora, o caso também não passou despercebido: foi noticiado um pouco por toda a imprensa internacional, em países de língua portuguesa, mas não só

O Globo

Um dos maiores grupos de media da América Latina não ignorou a polémica instalada por cá, numa peça intitulada “Igreja Católica de Portugal pede que fiéis ‘recasados’ não façam sexo”. “Um documento escrito pelo cardeal de Lisboa, D. Manuel Clemente, pede que os católicos recasados se abstenham das relações sexuais em nome dos sacramentos da igreja”, escreve. 

UOL

Ainda em território brasileiro, também o site UOL não ficou indiferente às palavras de D. Manuel Clemente. “O conselho, destacado hoje por todos os jornais de Portugal, é uma das conclusões que o cardeal tirou após estudar a exortação ‘Amoris Laetitia’, um documento publicado em abril de 2016 em que o Papa Francisco apoiava o acompanhamento das situações familiares ‘irregulares’, como os divorciados que voltaram a se casar”, explica-se no artigo. 

El País

Aqui ao lado, em terras espanholas, o jornal  “El País” abre o texto de uma forma um pouco mais polémica. “A mais alta autoridade da Igreja católica portuguesa recordou que os casais divorciados que queiram casar-se pela segunda vez pela Igreja devem viver como ‘irmãos’ em ‘abstinência sexual’”, avança o diário. 

ABC

O concorrente “ABC” também noticiou a controversa nota de D. Manuel Clemente, mas fê-lo num tom mais moderado. “A Igreja de Portugal lança a polémica com a sua recomendação sobre a ‘abstinência sexual’ que devem praticar as pessoas católicas em segundas núpcias (no sentido de união civil) ou numa nova relação, no caso de não ser declarada a ‘anulação do anterior matrimónio’”.

Diario de Léon 

A notícia chegou até às páginas de um diário espanhol da província de Leão... A correspondente em Lisboa questiona: “A recomendação de abstinência sexual aos católicos casados em segundas núpcias dividiu Portugal, líder europeu em divórcios, e onde teólogos e religiosos se perguntam agora se a mensagem foi mal interpretada ou se, pelo contrário, a igreja do país vive alheia à sociedade”.

RFI

A Radio France Internacionale é uma rádio francesa que emite para 18 países. A notícia que fez manchetes em Portugal foi, não só, incluída na emissão da rubrica “Bonjour l’Europe”, dedicada aos países europeus, mas também publicada em formato escrito no site da rádio. “Dom Manuel Clemente, o bispo de Lisboa, declarou que os casais divorciados que querem voltar a casar podem fazê-lo, se praticarem a abstinência sexual”, fez saber.

Turkey Telegraph

Sim, o caso chegou ao Médio Oriente, mais exatamente... à Turquia. O “Turkey Telegraph”, escrito em língua inglesa, noticia: “A primeira instância dos católicos do país diz que os casais que queiram casar pela segunda vez devem viver ‘como irmãos’”. 

Portuguese American Journal

Para lá do Atlântico, o “Portuguese American Journal” divulgou que “num documento publicado pelo Cardeal de Lisboa, D. Manuel Clemente, a Igreja Católica em Portugal está a exigir que os casais católicos divorciados e que voltem a casar se abstenham de praticar relações sexuais, ou não poderão confessar-se ou comungar”.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

Não tem utilizador? Clique aqui para registar

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×