21/10/18
 
 
Afinal, por que razão há uma crise sísmica nos Açores?

Afinal, por que razão há uma crise sísmica nos Açores?

Shutterstock Jornal i 12/02/2018 12:46

Só hoje foram registados cerca de 100 sismos na ilha de São Miguel

Os Açores são um alvo frequente de crises sísmicas, mas por que razão isso acontece? O presidente do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) explicou o porquê deste fenómeno.

"Os Açores são alvo de crises sísmicas com alguma regularidade e que são semelhantes às que estão a ocorrer hoje. Na origem desta crise sísmica está a interação entre os sistemas vulcânicos e os sistemas tectónicos da ilha”, explicou Miguel Miranda à agência Lusa.

A localização das ilhas que forma o arquipélago também está na origem desta questão, por se tratar de uma zona bastante ativa: "É uma fronteira de placa reconhecida e tem uma velocidade de extensão entre os 4 e os 5 milímetros por ano. Todos os anos existe um bocadinho mais de extensão, o que leva a uma interação entre os sistemas vulcânicos e tectónicos que dão origem a uma libertação de energia sobre a forma de pequenos sismos, que podem não ser pequenos", disse.

"Existem condições do ponto de vista geológico que conduzem a este tipo de situações. No IPMA fazemos a vigilância sismológica e os nossos colegas da Universidade dos Açores fazem a vigilância geoquímica e cronológica. Só quando pudermos juntar todos os dados de um lado e do outro é que vamos ter uma avaliação mais realista do que se está a passar. Estamos todos em contacto e a trabalhar", explicou à Lusa, dizendo que não é possível prever se vão existir abalos significativos num futuro próximo.

Recorde-se que desde as 00h47 desta segunda-feira foram registados em São Miguel centenas de sismos com magnitudes na escala de Richter entre os 1.9 e os 3.2.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×