20/10/20
 
 
Pressão para regulação afasta investidores de moedas digitais

Pressão para regulação afasta investidores de moedas digitais

Magalhães Afonso 06/02/2018 17:38

As criptomoedas continuam a baralhar os investidores, com a bitcoin a chegar ontem ao nível mais baixo desde outubro, antes de recuperarem um pouco, à medida que uma maior regulação por parte dos bancos centrais parece estar a afastar os investidores.

Desde o inicio de janeiro que as criptomedas perderam mais de 1,5 biliões de dólares com os investidores a livrarem-se de um investimento atrativo pelo seu anonimato e descentralização, mas que nunca como antes está sob escrutínio dos reguladores.

O diretor geral do Banco de Pagamentos Internacionais (BIS)  organização internacional responsável pela supervisão bancária que reúne 55 bancos centrais de todo o mundo  – argumentou que as autoridades devem regular as moedas digitais e que a par dos ministros das Finanças, autoridades tributárias e reguladores dos mercados financeiros devem policiar a fronteira digital.

“Nova tecnologia não é a mesma coisa que melhor tecnologia ou melhor economia”, afirmou Agustin Cartins em discurso em Frankfurt, citado pela agência Bloomberg. Segundo o responsável, o objetivo da Bitcoin seria ser um sistema de pagamento alternativo, mas tornou-se a “combinação de uma bolha, um esquema Ponzi e um desastre ambiental”, esta última parte numa referência ao consumo de energia na mineração.

No dia anterior tinham sido alguns bancos norte-americanos e britânicos a proibir os seus clientes de usarem os seus cartões de crédito na aquisição de moedas virtuais por recearem que a queda do valor destas moedas impeça os seus clientes de pagarem as suas dívidas.

A China também já tinha proibido as negociações de criptomoedas e ameaçado bloquear o acesso a estas plataformas e a Coreia do Sul prepara a proibição da negociação de moedas digitais.

A bitcoin, principal moeda digital baixou para os 5922 dólares, uma queda de 17% e para o valor mais baixo desde o final de outubro do ano passado. Este deslize estende para 68% a perda acumulada pela bitcoin desde o máximo histórico registado há apenas mês e meio. O máximo registado foi de 18690 dólares a 18 de dezembro de 2017.

Também outras moedas digitais coomo a Ripple, Ether ou Litecoin também perderam 3,5%.

As criptomoedas têm estado na berlinda mediática e há especulação sobre regulação também na Índia e nos EUA. As principais entidades reguladoras deverão pedir ao Congresso dos EUA que pondere uma supervisão geral das plataformas de negociação de moedas digitais, muitas delas a operar numa zona cinzenta a nível de regulação.

O valor de mercado das moedas digitais baixou mais de 500 mil milhões de dólares desde o início de janeiro devido à pressão regulatória, proibição de compras a crédito e a crescente preocupação entre os investidores que a valorização do outono de 2017 terá sido injustificada.

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×