21/11/18
 
 
ACAP preocupada com Autoeuropa

ACAP preocupada com Autoeuropa

Magalhães Afonso 31/01/2018 18:46

A Associação Automóvel de Portugal (ACAP) está preocupada com o conflito laboral na Autoeuropa e alerta que Volkswagen pode vir a equacionar outros projetos em Portugal se o conflito continuar.

“Não vamos assistir à deslocalização no imediato, mas isto coloca ponderações nas casas-mãe relativamente a futuros projetos”, diz Jorge Rosa, presidente da associação que reúne a indústria e o comércio do setor automóvel em Portugal, citado pelo "JdN". 

No ano passado foram produzidos 175 mil veículos em Portugal, mais 23% que em 2016 e a expetativa é que o fabrico possa subir 37% este ano para os 240 mil veículos automóveis.

Da produção do ano passado, 97,3% foi para exportar. Alemanha, França, Reino Unido e Espanha foram os principais destinos. Também as vendas de carros em Portugal aumentaram no ano passado, ultrapassando as 266 mil unidades.

Mas um em cada três carros novos é usado importado, com uma média de cinco anos, o que preocupa a ACAP, uma vez que aumenta a idade média do parque total.

“Em 2017, o número de matrículas de automóveis importados usados equivalia a 29,8% das vendas de novos, tendo sido matriculados 66.193 veículos usados”, segundo dados da ACAP.

O parque circulante em Portugal era, no final do ano passado, de 5,923 milhões de veículos, dos quais 4,7 milhões ligeiros de passageiros. A Idade média dos ligeiros de passageiros subiu para 12,5 anos.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×