20/9/18
 
 
Nicanor Parra (1914-2018): A Morte de um Anti-Poeta

Nicanor Parra (1914-2018): A Morte de um Anti-Poeta

Mariano Alejandro Ribeiro 24/01/2018 12:10

Prémio Miguel de Cervantes, irmão da compositora Violeta Parra, mestre de Roberto Bolaño e eterno rival de Pablo Neruda. Aos 103 anos, morre o anti-poeta chileno Nicanor Parra

Diziam que já estava louco. Que o seu discurso era aleatório e brincava com as pessoas que recebia em casa. Diziam que já não recebia pessoas em casa. Que se isolara na sua residência em Las Cruces, a mais de cem quilómetros de Santiago do Chile, e não aceitava visitas nem entrevistas de jornalistas, académicos, aspirantes a escritores ou meros curiosos que por ali passavam.

Até ao passado dia 23 de janeiro, Nicanor Parra foi o poeta de língua hispana vivo mais importante do mundo, o último sobrevivente da grande literatura do século XX neste idioma. Era o mais velho de nove irmãos, num clã de artistas criados no caldo de canções folclóricas que a mãe preparava em casa. Sua irmã Violeta tornar-se-ia numa das mais importantes figuras da música popular do Chile e da América do Sul.

 

Leia o resto na edição de amanhã do Jornal i

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×