20/6/18
 
 
Vítimas dos incêndios vão receber ajuda da fundação Tzu Chi de Taiwan

Vítimas dos incêndios vão receber ajuda da fundação Tzu Chi de Taiwan

jornal i 11/01/2018 16:45

Ajuda vai abranger também agricultores, nomeadamente os mais idosos.

As vítimas dos incêndios que ocorreram em Portugal  no ano passado vão receber ajuda da Fundação Budista Tzu Chi de Taiwan, revelou o fundador da instituição, em comunicado.

“Após uma avaliação, os voluntários de Tzu Chi sentiram a dor e observaram as necessidades urgentes dos afetados” pelos incêndios em Portugal, referiu Shih Cheng Yen, que acrescentou que a ajuda deverá chegar no início de fevereiro.

“Expresso a minha gratidão ao deputado Paulo Rios de Oliveira (PSD) por sua simpatia e compaixão pelos seus compatriotas”, sublinhou.

Shih Cheng Yen referiu que, através do Centro Económico e Cultural de Taipei em Portugal, Oliveira “pediu ajuda a Tzu Chi após essas catástrofes”.

“Depois de realizar uma investigação aprofundada das áreas atingidas pelo desastre, a Tzu Chi descobriu que os mais afetados são agricultores de 70 anos ou mais. Devido aos incêndios, perderam as ferramentas e máquinas agrícolas que utilizavam para ganhar a vida. Então, perderam a esperança no futuro”, indicou o comunicado.

Para o fundador da instituição de Taiwan, “é verdadeiramente doloroso ver tragédias e as suas vítimas crescerem devido aos desastres naturais”.

A fundação espera com esta ajuda "contribuir significativamente na reconstrução da vida diária dos agicultores que  ainda esperam apoio para comprar quase tudo que necessitam para recuperar o que perderam: animais, alfaias agrícolas, ferramentas, materiais para reconstrução dos currais, etc".

A Fundação BudistaTzu Chi também tem uma grande experiência na ajuda humanitária em situações de desastres naturais, estando  também neste momento a ajudar populações no México e no Texas. É uma fundação espalhada por todo o mundo e reconhecida pelas Nações Unidas.

Em 2017, os incêndios florestais provocaram mais de 110 mortos, 66 dos quais em junho em Pedrógão Grande e 45 em outubro na região Centro, cerca de 350 feridos e milhões de euros de prejuízos.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×