18/10/18
 
 
PCP pede debate urgente sobre a saúde pública e as PPP

PCP pede debate urgente sobre a saúde pública e as PPP

João Girão Filipa Traqueia 09/01/2018 09:38

Governo irá responder às questões dos partidos sobre o estado da saúde, depois das várias denúncias de sobrelotação dos hospitais

Está marcado para amanhã, na Assembleia da República (AR), um debate de urgência a pedido do PCP para discutir os “serviços públicos e parcerias público-privadas (PPP) na saúde”. O debate será constituído por duas rondas de perguntas em que o governo irá responder às questões colocadas pelos vários partidos.

Esta é uma iniciativa que vem no seguimento da luta que tanto os comunistas como o Bloco de Esquerda têm travado para manter na agenda os temas das PPP na saúde. Ainda a semana passada, o PCP entregou um requerimento para avançar com a constituição de um grupo de trabalho na AR com o objetivo de avaliar as políticas das PPP na saúde, noticiou o “Observador”.

Carla Cruz, deputada comunista e coordenadora da bancada parlamentar na Comissão de Saúde, afirmou durante o debate de sexta-feira que “a resolução dos problemas do Serviço Nacional de Saúde (SNS) não requer novas soluções, basta apenas que haja vontade política e que o governo comece por concretizar muitas medidas que já estão inscritas no Orçamento do Estado”.

Também o Bloco, na passada quinta-feira, anunciou a intenção de reverter as PPP na saúde através de uma iniciativa legislativa. No parlamento, o deputado bloquista Moisés Ferreira defendeu: “Não podemos continuar a canalizar centenas de milhões de euros para privados quando esse dinheiro faz tanta falta ao nosso SNS.”

Esta medida vem ainda na sequência das várias notícias e denúncias nas redes sociais sobre a sobrelotação dos hospitais e das urgências.

O debate de urgência está marcado para amanhã às 15h.

PCP vai ter novo deputado da área da saúde 

João Dias vai integrar a bancada do PCP para substituir João Ramos, deputado que exerceu as funções parlamentares nos últimos sete anos e três legislaturas.

Segundo um comunicado publicado na página oficial do Partido Comunista, João Ramos irá afastar-se por “razões de natureza pessoal e familiar”. Com a saída do deputado, Teresa Pires, “a segunda candidata na lista da CDU às eleições legislativas pelo círculo eleitoral de Braga”, mostrou-se indisponível para assumir as funções devido a “impedimentos de ordem pessoal e de saúde”, tendo João Dias, o candidato seguinte na lista, aceitado a missão.

Natural de Serpa, João Dias tem 44 anos e é enfermeiro há mais de 20 anos no Hospital e no Centro de Saúde de Beja. Atualmente é coordenador da Comissão de Prevenção e Tratamento de Feridas da Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo, cargo que acumula com o de coordenador da Unidade de Cuidados na Comunidade do Centro de Saúde de Beja e de perito nos grupos de trabalho de prevenção e tratamento de feridas da Ordem dos Enfermeiros e da Direção-Geral da Saúde.

A nível político, João Dias é membro da Comissão Concelhia de Beja, tal como do seu executivo, e foi eleito nas autárquicas de outubro como deputado da Assembleia Municipal de Beja.

A entrada de João Dias está prevista para dia 1 de março, não se sabendo ainda se o novo deputado irá assumir as mesmas pastas que João Ramos. Durante esta legislatura, Ramos pertencia à comissão da Agricultura e Mar, onde era coordenador do grupo parlamentar do PCP e vice-presidente da comissão, e à Comissão de Saúde, como suplente. “Estamos certos de que esta substituição, apoiada no espírito do trabalho coletivo e enquadrada na ação geral do PCP, continuará a contribuir para que o Grupo Parlamentar do PCP prossiga e reforce o seu destacado papel e a forte e qualificada intervenção”, pode ainda ler-se no comunicado.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×