21/9/18
 
 
7 anos depois, o que aconteceu a Renato Seabra?

7 anos depois, o que aconteceu a Renato Seabra?

Jornal i 04/01/2018 18:27

Cometeu um crime que lhe estragou a vida quando tinha apenas 21 anos. Assassinou o cronista Carlos Castro, em Nova Iorque, pouco tempo depois de o ano 2011 ter começado.

No dia 7 de janeiro de 2011 Portugal acordou em choque com a notícia de que o cronista social português, um dos mais influentes de sempre, Carlos Castro, tinha sido assassinado de uma forma bárbara por um jovem modelo, Renato Seabra, com quem, alegadamente, mantinha uma relação amorosa.

Ambos haviam viajado juntos para Nova Iorque, nos EUA, onde passaram a Passagem de Ano. No entanto, o início de um novo ano terminou da pior forma possível. 

Renato Seabra foi condenado a 25 anos de prisão efetiva pelo homicídio de Carlos Castro e, uma vez que o crime ocorreu nos Estados Unidos, Seabra não conseguiu ser deportado para Portugal. O jovem tem agora 28 anos e está preso na ‘Clinton Correctional Facility’, um estabelecimento de alta segurança situado junto à fronteira com o Canadá.

Seabra pode receber três visitas por semana, assim como os restantes detidos daquela prisão, mas pelo facto de a família se encontrar a maior parte do tempo em Portugal, raramente tem visitas. No entanto, pelo menos de três em três meses, a sua mãe, Odília Pereirinha, desloca-se aos EUA para visitar o filho, escreve a revista Flash. 

Sabe-se que só em 2035, daqui a 17 anos, um ano antes do limite da pena, Seabra pode tentar pedir liberdade condicional, mas no caso de esta não lhe ser concedida, poderá fazer um novo pedido daí a dois anos, e assim sucessivamente até que a pena seja cumprida por completo.
 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×