21/11/18
 
 
Trump reclama créditos por diálogo entre Coreias

Trump reclama créditos por diálogo entre Coreias

AFP Jornal i 04/01/2018 14:45

Para o presidente norte-americano foram as suas ameaças que levaram Pyongyang a reabrir o caminho do diálogo

O presidente norte-americano, Donald Trump, reclamou os créditos por a Coreia do Norte e do Sul terem encetado diálogo em torno dos Jogos Olímpicos de Inverno deste ano. Para Trump, as ameaças nucleares norte-americanas foram o factor desbloqueador para que o diálogo começasse.

"Alguém realmente acredita que as negociações e o diálogo estariam a acontecer entre a Coreia do Norte e a Coreia do Sul se eu não tivesse sido firme, forte e disposto a comprometer o nosso 'poder' total contra o Norte?", escreveu Trump no Twitter.

Ontem, Pyongyang reabriu uma linha direta na fronteira com Seul, que se encontrava desativada há dois anos. Nos últimos meses a tensão na Península da Coreia tem estado elevada na sequência dos ensaios e testes nucleares e balísticos, seguidos de afirmações diplomáticas duras e de sanções contra Pyongang. 

A reclamação de créditos do presidente norte-americano contrasta com a posição que a embaixadora norte-americana na ONU, Nikki Haley, assumiu no início desta semana. "Achamos que não precisamos de um band-aid e não pensamos que precisamos de sorrir e de tirar fotos. Pensamos que precisamos de armas nucleares para os deter, e eles precisam de parar agora", disse. 

Também o Departamento de Estado norte-americano alertou para o risco do diálogo entre as duas Coreias "levar a um fosso" entre Seul e Washington. 

Esta semana Donald Trump entrou numa troca de afirmações com o líder norte-coreano, Kim Jong-un, sobre o tamanho e a força do seu "botão nuclear", depois do norte-coreano ter dito que tinha um botão nuclear na sua secretária. 

 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×