17/11/18
 
 
Betão foi o saco azul dos partidos

Betão foi o saco azul dos partidos

José Sérgio António Ribeiro Ferreira 31/12/2017 10:07

Junta Autónoma das Estradas, obras públicas, comissões, entrega de dinheiro aos partidos e faturas falsas para justificar a saída do dinheiro. 

O Bloco Central entre 1983 e 1985 alterou por completo as regras de financiamento do PS e PSD, esquema que foi aprofundado e melhorado nos dez anos de cavaquismo. Partido no poder tinha dinheiro para gastar em campanhas eleitorais milionárias, partido na Oposição recebia umas migalhas das comissões cobradas aos empresários, nomeadamente da construção civil e obras públicas.

A distribuição de dinheiro e lugares na máquina estatal funcionava quase na perfeição. Nada ficava ao acaso. O PS, com mais votos, tinha direito a mais dinheiro e mais lugares. Foi assim durante os dois anos em que o FMI aplicava receitas duras aos portugueses para controlar a inflação e o défice.

Leia o artigo completo na edição do SOL deste sábado

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×