20/11/18
 
 
Mundial de Clubes. Real Madrid entra hoje em campo numa luta pela final

Mundial de Clubes. Real Madrid entra hoje em campo numa luta pela final

AFP Laura Ramires 13/12/2017 16:01

O Real Madrid, que defende o título, discute hoje as “meias” ante a equipa da casa, o Al Jazira

O mais provável é ainda não ter reparado que a 14.ª edição do Mundial de Clubes já arrancou. Mas, em boa verdade a prova que reúne os campeões continentais teve início há precisamente uma semana e conhece o seu vencedor no sábado, dia 16. Porém, ainda vai a tempo de acompanhar o encontro que coloca a competição da FIFA, pelo menos por hoje, no centro das atenções. E a razão para tal acontecer é simples: Real Madrid, de seu nome. Os merengues disputam esta quarta-feira as meias-finais do Campeonato do Mundo de clubes, naquele que é jogo inaugural para o clube espanhol na prova, que decorre, este ano, nos Emirados Árabes Unidos. O estatuto de atuais campeões da Europa valeu aos comandados de Zidane um lugar reservado no embate que irá ditar uma das formações finalista. Por enquanto, os blancos vão medir forças com o Al Jazira, emblema que, ao contrário dos restantes participantes, marcou presença neste Mundial de Clubes por ser o vencedor do campeonato do país anfitrião.

Até alcançar as ‘meias’ o Al Jazira deixou pelo caminho, na fase de qualificação, os neozelandeses do Auckland City, - que com 9 presenças é a atual recordista de participações -, e nos ‘quartos’, disputados no sábado, os japoneses do Urawa Red Diamonds. Em ambos os encontros, o triunfo foi assegurado pela margem mínima, 1-0.

O Real, campeão em título e também vencedor da prova em 2014, tenta alcançar o seu terceiro troféu em Campeonatos do Mundo de clubes, e, assim, igualar o Barcelona. Com os êxitos de 2009, 2011 e 2015, os blaugranas continuam a ser o clube com mais glória na competição.

Primeiro finalista já é conhecido Caso o prognóstico de um triunfo do Real Madrid ante o Al Jazira se confirme, Cristiano Ronaldo e companhia já sabem quem será o adversário do jogo que decide o vencedor desta edição.

O Grémio, campeão da CONMEBOL, e a par do Real Madrid o segundo clube que teve acesso direto à meia-final, confirmou ontem o seu favoritismo ante os mexicanos do Pachuca, vencedores da CONCACAF. Todavia, o emblema brasileiro precisou de suar para chegar ao triunfo: o único golo do jogo, apontado pelo avançado brasileiro Everton Soares, só chegou aos 95 minutos, tempo em que já se discutia o prolongamento.

O Grêmio vai tentar inscrever, novamente, o nome de uma equipa brasileira (e da América do Sul) na lista de vencedores da competição. Apesar de terem uma forte presença, com quatro aparições em 14 edições da prova, o título arrecadado pelo Corinthians, em 2012, é o último ano em que o Brasil conseguiu conquistar o troféu de um Mundial de Clubes.

 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×