17/11/18
 
 
IURD. Ministério Público investiga rede de adoção ilegal de crianças

IURD. Ministério Público investiga rede de adoção ilegal de crianças

José Sérgio Jornal i 11/12/2017 18:01

A reportagem da TVI revela que o líder máximo da Igreja Universal do Reino de Deus, Edir Macedo, está envolvido numa rede internacional de adoção ilegal de crianças. Caso já foi entregue ao DIAP.

O Ministério Público já abriu um inquérito sobre uma alegada rede de adoção ilegal de crianças portuguesas ligadas à Igreja Universal do Reino de Deus (IURD), indiciou a Procuradoria-Geral da República à Agência Lusa.

"Existe um inquérito relacionado com essa matéria, tendo o mesmo sido remetido ao DIAP [Departamento de Investigação e Acção Penal de Lisboa] para investigação", adiantou a Procuradoria-Geral da República em resposta enviada à Lusa.

Segundo a reportagem das jornalistas Alexandra Borges e Judite França, os menores eram entregues diretamente no lar, à margem dos tribunais, por famílias que tinham dificuldades financeiras e acabavam a ser adotadas no estrangeiro, de forma irregular, por bispos e pastores da igreja.

Edir Macedo "está envolvido nesta rede internacional de adoções ilegais de crianças, e que os seus próprios 'netos' são crianças roubadas do Lar Universal, uma instituição que à época fazia parte da obra social da igreja", refere a estação de televisão. 

A equipa da TVI descobriu, após sete meses de investigação, várias mães a quem os filhos foram roubados e que falaram sobre o assunto pela primeira vez.

Segundo a investigação, "um importante membro desta rede chegou mesmo a roubar um recém-nascido à mãe na maternidade e registá-lo diretamente como seu filho biológico".

 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×