20/9/18
 
 
Software para 'assaltar' caixas automáticas está à venda na net

Software para 'assaltar' caixas automáticas está à venda na net

shutterstock Jornal i 13/11/2017 11:21

A preocupação deve-se à simplicidade do método e ao fácil acesso a equipamento

As autoridades estão preocupadas com uma nova forma de roubar dinheiro das caixas automáticas, em especial pelo acesso facilitado ao equipamento necessário e até pela simples execução.

Está à venda na darkweb um kit com um malware chamado Cutlet Maker, que permite fazer um ataque informático às ATM, e que custa quatro mil euros.

O software permite, através do acesso da entrada USB, da caixa automática levantar dinheiro de uma determinada conta, sem ser preciso digitar o código.

Se no estrangeiro o software já foi várias vezes usado, em Portugal ainda não há registos de assaltos usando este método. “Temos conhecimento de vários tipos de malware direcionados para as caixas automáticas. Normalmente, através desse software os hackers manipulam as ATM e conseguem introduzir-se em contas bancárias e proceder a levantamentos. Mas não temos registo de qualquer queixa relativa ao Cutlet Maker em Portugal", disse ao Diário de Notícias Carlos Cabreiro, diretor da Unidade Nacional de Combate ao Cibercrime e à Criminalidade Tecnológica (UNC3T).

A pouca ou inexistente incidência deste tipo de roubos em Portugal também é explicada pelo facto de a rede de caixas automáticas com maior presença em Portugal ser a Multibanco, nas quais o método não é eficaz.

A SIBS, que gere a rede Multibanco, já fez saber que as suas caixas automáticas não estão ameaçadas pelo novo software.

"Os equipamentos ATM da Rede Multibanco funcionam em ambiente fechado e a comunicação é encriptada, pelo que o sistema de ataque descrito não é aplicável em Portugal", explicou ao i a fonte da SIBS.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×