19/11/18
 
 
Colômbia. Timochenko será o candidato presidencial das FARC

Colômbia. Timochenko será o candidato presidencial das FARC

AFP Jornal i 02/11/2017 15:20

Ex-guerrilheiro escolhido pelo agora partido político para a corrida à sucessão de Juan Manuel Santos

Rodrigo “Timochenko” Londoño foi confirmado como candidato à presidência da Colômbia, pela Força Alternativa Revolucionária Comum – o partido político que nasceu da antiga guerrilha e que mantém o mesmo acrónimo –, no ato eleitoral marcado para maio de 2018, e do qual resultará o sucessor do atual presidente e Nobel da Paz, Juan Manuel Santos, em final de mandato.

“Desempenharei com amor, entusiasmo e fé na vitória a tarefa que me delegou o partido, de ser candidato presidencial”, prometeu Timochenko, numa mensagem publicada no Twitter, na quarta-feira à noite.

Não sendo uma total surpresa, a escolha do ex-guerrilheiro para a corrida ao mais alto cargo político do país representa, ainda assim, uma mudança considerável nos planos iniciais da FARC. Os dirigentes da nova plataforma política sempre assumiram as eleições legislativas de março do próximo ano como prioritárias e alimentaram, durante meses, a hipótese de não nomearem o seu próprio candidato à presidência. “A política é dinâmica”, terá justificado a cúpula partidária, segundo o “El País”.


Com a escolha de Timochenko, a FARC pretende agora alcançar “uma grande convergência nacional para um governo de transição” e, através da manutenção da sua matriz revolucionária, personificada no seu líder, continuar a luta de “superação da velha e injusta ordem social” e de “reorientação do  atual modelo económico”. “Damos este passo rumo à luta política legal num contexto em que as grandes maiorias esperam virar definitivamente a página da guerra”, acrescentou ainda Iván Márquez, candidato ao Senado.

O dirigente máximo das FARC desde 2011 – que no ano passado assinou com o governo de Juan Manuel Santos o histórico acordo de paz que pôs fim a mais de cinquenta anos de guerra civil – concorrerá ao cargo de presidente da Colômbia acompanhado por Imelda Daza, da União Patriótica, que procurará ser eleita vice-presidente.


 

 

 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×