25/8/19
 
 
Viena. Viemos bater à porta da Klimt Villa

Viena. Viemos bater à porta da Klimt Villa

Diana Tinoco 27/10/2017 11:50

Longe do centro e escondida dos olhares mais desatentos fica a casa onde, entre 1911 e 1918, o pintor austríaco Gustav Klimt criou as suas últimas obras. 

Do seu original já quase nada resta – ao único andar existente foi posteriormente acrescentado um segundo, onde agora se realizam workshops e outras actividades. A mobília foi construída com base nas fotografias da época, feitas pelo amigo e fotógrafo Moritz Nähr. Até algumas das pinturas são, também elas, réplicas. Mas o espírito do atelier é mantido ao pormenor, para se perceber como Klimt viveu, como Klimt trabalhou até ao fim dos seus dias. E se ali nasceram 12 dos seus quadros e centenas de outros desenhos, algo havia naquela casa que se percebia e sentia.

 

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×