20/9/18
 
 
Veterinários pedem comida para animais afetados pelos incêndios

Veterinários pedem comida para animais afetados pelos incêndios

Shutterstock Jornal i 18/10/2017 14:56

Ordem dos Médicos Veterinários tem recebido vários apelos de pessoas que perderam animais

A Ordem dos Médicos Veterinários apelou esta quarta-feira à doação de palha e feno para os animais que sobreviveram aos incêndios do último fim de semana.

Segundo o bastonário da Ordem dos Médicos Veterinários, Jorge Cid, têm chegado vários “apelos dramáticos” de pessoas que perderam animais, estimando-se que cerca de 80% dos produtores tenham perdido animais.

Jorge Cid afirmou à Lusa que “desta vez há mais muitos mais animais mortos do que vivos”, ao contrário da tragédia de Pedrógão onde havia muitos animais feridos e a precisarem de apoio. “Diria que são milhares de mortos. Então nas aves é catastrófico, porque a zona centro representa 60% da exploração de aves no nosso país e foi um setor altamente devastado, com pavilhões destruídos, milhares de aves mortas. É dramático e catastrófico", referiu.

A ordem voltou a reativar o gabinete de crise criado na altura de Pedrógão Grande e os produtores têm pedido feno e palha para alimentar os animais, porque não têm alimento. “Temos conseguido arranjar água com alguma dificuldade, mas a parte alimentar tem sido muito difícil. Isto também tem a ver com a situação do país, que este ano também foi um ano que não foi fácil", relembrou o bastonário.

A entidade disponibilizou dois camiões com 40 toneladas de alimento para Oliveira do Hospital e Lousã e tem ainda uma conta solidária, onde os donativos angariados serão usados para comprar alimentos e medicamentos para os animais.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×