22/9/18
 
 
Jornalista que denunciou corrupção assassinada com um carro bomba em Malta

Jornalista que denunciou corrupção assassinada com um carro bomba em Malta

AFP Jornal i 17/10/2017 16:50

Caruana Galizia escreveu vários artigos sobre alegados casos de corrupção cometidos por Muscat

A maltesa Caruana Galizia, que ficou conhecida pelos seus artigos a denunciar esquemas de corrupção que envolviam o primeiro-ministro de Malta e a sua família, morreu após o seu carro ter explodido.

A jornalista, de 53 anos, publicou várias peças sobre Joseph Muscat, na sequência da divulgação de milhões de documentos da empresa Mossack Fonseca, que estão na origem do caso dos Panama Papers.

Em declarações à revista Politico, a jornalista já tinha manifestado a sua intenção de abandonar o país, caso o primeiro-ministro Joseph Muscat fosse reeeleito, o que veio a acontecer. Caruana Galizia afirmou que temia pela sua vida e que tinha recebido várias ameaças de morte.

Joseph Muscat já reagiu à morte da jornalista, dizendo que se tratava de um “ataque hediondo a um cidadão e à liberdade de expressão”.

Confrontado com o facto de a vítima ser uma das suas maiores críticas, Muscat prometeu que será feita justiça e que nada justifica tal ataque.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×