19/9/18
 
 
Mário Ramires 16/10/2017
Mário Ramires

opiniao@newsplex.pt

Não há condolências que cheguem, nem desculpas

A culpa não vai morrer solteira

Não, desta vez já não.
Impossível!
Inadmissível!
Não há condolências que cheguem nem desculpas que se admitam.
Uma vergonha! 

Calamitoso.
Dantesco.
Chocante.
Obsceno.
Indecoroso.
Infame.

Incompetência.
Impreparação.
Desqualificação.
Amadorismo.
Descoordenação.
Descontrolo.

Inconcebível.
Insustentável.
Injustificável.
Desumano.
Imoral.
Terceiro-mundista.

Impiedoso.
Cruel.
Macabro.
Aviltante.
Insidioso.
Ignóbil.

Revoltante.
Reprovável.
Condenável.
Irresponsável, inimputável,
inexplicável?
Qual quê!?

A negligência é grotesca - muito mais que grosseira - e cúmplice.
O Estado falhou!!!
Onde está o Estado?
Judas.
Infecto.
Aleivoso.
O Estado, este Estado, não é pessoa de bem.
É criminoso!
Há culpa. Muita culpa.
E não pode morrer solteira.
Desta vez, não pode!
NÃO!!!

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×