22/9/18
 
 
Referendo. Presidente da Generalitat abre caminho a declaração unilateral de independência

Referendo. Presidente da Generalitat abre caminho a declaração unilateral de independência

CESAR MANSO Jornal i 01/10/2017 22:55

 Carles Puigdemont vai levar os resultados do referendo ao Parlamento catalão. Votaram mais de três milhões de pessoas, segundo o governo regional. 

O presidente do governo regional catalão afirmou na noite deste domingo que o referendo concede à Catalunha “o direito a um Estado independente em forma de República”, sinalizando a vontade em levar os resultados da consulta ao Parlamento para declarar unilateralmente a saída de Espanha.

O presidente da Generalitat, Carles Puigdemont, falou numa mensagem à região gravada em Barcelona e condenou a ação da polícia. “Hoje ganhámos muitos referendos”, afirmou, numa altura em que os resultados provisórios, com poucas regiões contabilizadas, davam ao “sim” cerca de 91%.

“Hoje, milhões de pessoas mobilizadas falaram mais alto e com nitidez: temos direito a decidir o nosso futuro, queremos viver em paz e fora de um Estado que se impõe à força bruta”, lançou o presidente regional, atirando a bola a Bruxelas. “O que se vive na Catalunha é um assunto europeu.”

Ainda se esperam os resultados do referendo na Plaça de Catalunya, em Barcelona, onde estão montados palcos e ecrãs gigantes à medida que se contam os votos. Os responsáveis regionais afirmam que mais de três milhões de pessoas votaram, de cerca de 5,5 milhões de eleitores registados. 

Puigdemont lançou-se à violência da polícia sobre os eleitores catalães que, afirmou, feriram mais de 900 pessoa ao longo do dia. "Hoje, apesar de estarmos na União Europeia, embora estejamos em pleno séc. XXI, o da liberdade de informação e da globalização, a resposta do Estado voltou a ser a de sempre: violência e repressão."

"Hoje dissemos-lhes que isto se acabou", disse.

 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×