19/9/18
 
 
Porto. Rui Moreira em pé de guerra com a Universidade Católica

Porto. Rui Moreira em pé de guerra com a Universidade Católica

Sebastião Bugalho 27/09/2017 22:10

O empate técnico que a sondagem da Católica deu entre Moreira e o PS causou alarido 

“Fraude” e “sondagens falsas” são dois termos que aqueceram - e muito - a campanha autárquica de ontem na cidade do Porto. Em reação a uma sondagem publicada ontem pela RTP e pela Antena 1, a candidatura do presidente recandidato Rui Moreira acusou o Centro de Sondagens da Universidade Católica de “fraude” e de apresentar resultados falsos. 

“A sondagem sobre o Porto hoje divulgada pela RTP, realizada pelo Centro de Estudos da Universidade Católica, também responsável pela que foi publicada pelo JN na passada sexta, apresenta erros grosseiros nos seus questionários e metodologias, o que justifica a enorme discrepância para todas as outras conhecidas e publicadas até agora”, diz o comunicado, cujo título é “Sondagens da Católica para RTP e Antena 1 são falsas”. 

A sondagem em questão dá um empate técnico entre Moreira e Manuel Pizarro, que se recandidata após ter antes viabilizado o executivo camarário (sem maioria absoluta) de Rui Moreira e depois de o independente ter abdicado do seu apoio para este ano, em rutura com o Partido Socialista. 

“O mais gritante tem a ver com a omissão do nome de Rui Moreira entre as opções apresentadas aos inquiridos, quando este faz parte da designação oficial da candidatura e do boletim de voto”, diz também o comunicado. Também ontem, mas em declarações aos jornalistas, Moreira acrescentou: “Eu não comento sondagens. A única coisa que digo é que, perante tudo o que tem sucedido nesta campanha, eu espero que os portuenses compreendam muito bem aquilo que está a suceder e que nos deem a maioria absoluta no domingo.” 

Pizarro provocou de volta, dizendo que Moreira “começou por atacar os partidos, com o PS à cabeça e à exceção, naturalmente, do CDS; depois passou a atacar jornalistas e agora ataca as empresas de sondagens quando os resultados não lhe são favoráveis”. 

A Universidade Católica, por sua vez, emitiu um esclarecimento assegurando ser uma “entidade autónoma, independente e apartidária”. “O registo do Centro de Sondagens da Universidade Católica, consolidado ao longo de muitos anos, tem sido de elevada fiabilidade, o que, aliás, justifica a posição de referência que ocupa no panorama nacional”, recordou a instituição. 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×