28/01/2022
 
 
Saiba aquilo que mais importa no seu CV

Saiba aquilo que mais importa no seu CV

Shutterstock Jornal i 25/09/2017 19:08

Um estudo recentemente feito a candidatos e recrutadores portugueses apurou aquilo que realmente importa numa candidatura. 

A empresa de recrutamento de Michael Page realizou um estudo, em que entrevistou 564 candidatos e 25 consultores de recursos humanos em Portugal.

O objetivo é desvendar e mostrar aquilo que os recrutadores mais dão valor nos currículos de quem se candidata a entrevistas de emprego.

Criatividade e novas tecnologias

Na era em que vivemos, a era das tecnologias, cerca de 84% dos consultores considera que fortalece o currículo incluir o contacto de skype. Esta opinião foi partilhada por mais de metade dos candidatos entrevistados - 51,2%. 

Por outro lado, incluir um endereço de email não é valorizado por nenhuma das partes.

Outra conclusão mostra ainda que 45,7% dos candidatos acredita que incluir os links dos perfis das redes sociais fortalece o currículo, e 68% dos consultores partilha a mesma opinião. A grande maioria dos inquiridos- 76,8% - diz ainda que incluir uma fotografia própria no CV é outraforma de fortalecer o documento.

Tom de escrita e informação extra

De acordo com o estudo, "é importante descrever com palavras-chave o trabalho e funções das experiências profissionais", sendo este fator importante para 91,8% dos candidatos e para todos os consultores que analisam, em média, cerca de 100 currículos por dia.

O tom de escrita casual não é aconselhado, suma vez que a maioria dos candidatos (49,1%) e a maioria dos consultores (56%) consideram que pode fazer com que o texto fique enfraquecido.

Assim, 89,9% dos candidatos considera importante adotar um tom profissional, opinião que também é partilhada por 96% dos consultores.

Escrever o CV na primeira pessoa?

Há duas opiniões. A maior parte dos candidatos, 46,6% considera que isso pode fortalecer o currículo, em oposição à maioria dos consultores (44%), que acredita que um currículoescrito na primeira pessoa é um currículo muito mais fraco.

Experiência de trabalho

Cerca de 78,5% dos entrevistados afirma que fortalece o currículo se permanecer na empresa mais do que dois anos. Os consultores, segundo o estudo, também pensam da mesma maneira, uma vez que 92% concorda com os entrevistados.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ler Mais

Os comentários estão desactivados.


×

Pesquise no i

×
 


Ver capa em alta resolução

iOnline