25/9/17
 
 
Rock in Rio passa para o fim de junho

Rock in Rio passa para o fim de junho

09/09/2017 20:28

Evento de 2018 terá ainda outras novidades, como um palco onde atuarão estrelas das redes sociais

Pela primeira vez desde a sua estreia, em 2004, o Rock In Rio Lisboa vai ter uma data diferente. Depois de sete edições a decorrer nos últimos fins-de-semana de maio, o festival vai em 2018 ocorrer nos dois últimos fins-de-semana de junho, nos dias 23, 24, 29 e 30 - apenas quatro dias em vez dos habituais cinco.

A informação foi avançada pelo "Expresso" e justificada pela diretora do evento, Roberta Medina, com as datas em que os artistas fazem as suas digressões - com o início em maio, o Rock In Rio muitas vezes ficava fora da época habitual das digressões e dos festivais de verão - e ainda com as condições meteorológicas, bem mais favoráveis em junho.

Com este reagendamento, o Rock In Rio terminará duas semanas antes do NOS Alive (12, 13 e 14 de julho) e Super Bock Super Rock (19, 20 e 21 de julho) e evira o calendário das Festas de Lisboa. Ainda assim, irá coincidir com o Mundial de futebol, que se joga de 14 de junho a 15 de julho e que deverá contar com a participação de Portugal.

Haverá ainda mais algumas mudanças na edição deste ano, na tentativa de corresponder aos resultados de alguns estudos de mercado que indicam ser a “família” o seu público-alvo preferencial. A produtora do evento concluiu que, do universo constituído por esse público-alvo, 50 por cento escolhia o Rock in Rio pelo “cartaz”, enquanto a outra metade se decidia pela “experiência” proporcionada; por essa razão, o Parque da Bela Vista irá assemelhar-se cada vez mais a um “parque temático ou de entretenimento”.

Por essa razão, no Second Stage (ou Palco Vodafone) a programação vai passar a ser, já em 2018, mais “transversal” e não tão alternativa; já a Rock Street conhecerá novos desenvolvimentos, tendo África e a sua importância na música atual como tema central, à semelhança do que irá suceder no Rock in Rio de Janeiro, que tem início já no próximo dia 15 de setembro. Haverá ainda um “novo bairro” na Cidade do Rock, intitulado Pop District, dedicado aos maiores acontecimentos da cultura pop e cujo palco (o Digital Stage) receberá youtubers, vloggers, comediantes e outras estrelas das redes sociais. Os visitantes poderão ainda passar por uma Gourmet Square (praça de restauração), que será inspirada no Mercado da Ribeira de Lisboa.

O preço dos bilhetes permanecerá nos 69 euros e com uma política bastante mais apertada do que sucedeu em 2016. “Descontos só mesmo no início da venda de bilhetes e numa quantidade muito mais limitada”, revelou Roberta Medina. Vai continuar a haver passe de fim-de-semana, mas o preço ainda não está definido.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

Não tem utilizador? Clique aqui para registar

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×