20/9/17
 
 
Vítor Rainho 08/09/2017
Vítor Rainho

vitor.rainho@newsplex.pt

A União Soviética fazia sentido e Espanha não?

Numa fase em que se fala tanto de terrorismo, não deixa de ser insólito ver o parlamento da Catalunha aprovar um referendo sobre a independência do território, violando as leis do país. Nesta história, que tem tudo para acabar mal – veremos como será no dia da consulta popular, se o governo enviar tropas, já que o Tribunal Constitucional proibiu a sua realização – não há praticamente ninguém que fique no meio: a esquerda radical, e falamos da europeia, quer a independência, o centro e a direita são contra.

Não deixa de ser curioso que a esquerda radical que sempre defendeu a União Soviética – onde tantos povos foram subjugados durante longos anos à ditadura comunista – exulte agora com a possível separação da Catalunha do resto da Espanha. É certo que a pretensão dos separatistas tem longos anos e a região até tem uma língua própria que a distingue do castelhano – à semelhança do País Basco e da Galiza, por exemplo. Sendo uma região autónoma, a Catalunha já goza de uma certa independência em relação ao poder central.

Os defensores da saída do reino lá terão as suas razões, mas a União Europeia já fez saber que não concorda e que a região poderá ficar num regime de isolamento total. É óbvio que a União Europeia receia que o exemplo da Catalunha possa ser copiado por outras regiões do velho continente e daí a sua posição. Mas o que mais me intriga é saber como irão resolver os espanhóis este imbróglio: permitirão a realização da consulta popular? E se ela for para a frente o que farão as autoridades de Madrid? E no meio desta confusão toda, os terroristas fanáticos do Estado Islâmico não aproveitarão para fazer mais uns atentados? E imaginemos que a Catalunha consegue mesmo a sua independência.

Ganharão os catalães grande coisa com isso? Haverá mais justiça social? Ficarão mais defendidos de outras economias? A moeda que criarão será competitiva com o euro e o dólar? E Portugal? Ganha ou perde com a independência? E já agora, para um amante de futebol, o que será viver sem o dérbi Barcelona-Real Madrid? 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

Não tem utilizador? Clique aqui para registar

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×