19/11/17
 
 
Três hábitos que podem estar a dar cabo da saúde do seu cão

Três hábitos que podem estar a dar cabo da saúde do seu cão

Shutterstock Joana Marques Alves 21/08/2017 15:10

Se mudar alguns destes hábitos, os seus companheiros de quatro patas agradecem

Existem hábitos simples no nosso dia-a-dia que podem estar a prejudicar (e muito) a saúde do nosso companheiro de quatro patas.

O site da apresentadora norte-americana Oprah Winfrey analisou vários estudos, falou com especialista e revelou os três principais hábitos que estão a dar cabo do organismo do seu cão. São eles:

1 – Dar-lhe comida dos humanos… Principalmente os pratos que os humanos deveriam comer com moderação. “Dar um bocadinho da massa da pizza ou uma colherinha de gelado é uma das principais ameaças que os animais domésticos enfrentam”, afirma Ernie Ward, fundador da Association for Pet Obesity Prevention. Esta associação estima que 54% dos animais domésticos existentes nas casas norte-americanas são obesos ou têm excesso de peso. Estes quilos a mais podem causar artrite, falhas nos rins, problemas cardíacos, diabetes ou cancro. Se quer mesmo partilhar comida com o seu animal, opte por uma cenoura, uma courgette ou um aipo, por exemplo.

2 – Viver com stress a mais. Um estudo publicado no site PLOS One sugere que as pessoas que não lidam bem com o stress acabam por passar essa angústia para os animais. “Os cães conseguem perceber as emoções das pessoas”, explica Iris Schöberl, investigadora da Universidade de Viena e autora do estudo. Um animal doméstico ansioso pode desenvolver problemas relacionados com inflamações no organismo ou altos níveis de cortisol – isto pode afetar o coração, os rins e o fígado. Se perceber que o seu cão está menos ativo ou a comer demasiado, é provável que esteja ansioso.

3 – Deixar o exercício físico para amanhã. Os cães precisam de dar passeios, de correr um pouco e de se divertirem ao ar livre. “Os cães são criaturas ativas que estão ansiosas para fazer um pouco de exercício – a ausência do mesmo pode afetar o seu bem-estar físico e psicológico”, explica Ernie Ward. Para além de desenvolver problemas de peso, a falta de passeios pode levar a altos níveis de ansiedade ou hiperatividade, o que faz com que comecem a ladrar mais, a roer objetos ou a fazer mais buracos no jardim. Se não tem vida para fazer grandes caminhadas todos os dias, comece com pequenos passeios de cinco ou 10 minutos e, progressivamente, tente chegar aos 30 minutos. Se tiver tempo, brinque com o seu amigo de quatro patas: lance uma bola para ele apanhar, nade com ele no rio ou tente fazer uma prova de obstáculos, eles adoram.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

Não tem utilizador? Clique aqui para registar

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×