20/9/17
 
 
Monumental dos Miúdos. De Batman a Tati vai um longo caminho

Monumental dos Miúdos. De Batman a Tati vai um longo caminho

Cláudia Sobral 18/08/2017 14:01

Ou nem tanto. Pelo menos no Cinema Monumental, em Lisboa, onde a partir desta semana as manhãs se fazem de histórias de ovelhas, cegonhas e pequenos príncipes. Mas também das visitas regulares de Jacques Tati, para “Trafic” e “Há Festa na Aldeia”. Ou de Charlie Chaplin numa viagem ao passado até “Tempos Modernos”. E até outubro haverá tempo para 14 filmes, sempre às 11h30, no ciclo “Monumental dos Miúdos”, para toda a família

Minúsculos - o Vale das Formigas

Um épico de Hélène Giraud e Thomas Szabo pelo minúsculo mundo das formigas. O ponto de partida são os restos de um piquenique abandonado à pressa numa pacífica clareira – aparentemente. Porque esta história ainda há de ir dar a uma guerra entre duas tribos de formigas, tudo por uma caixa de açúcar em que mal sonham elas esconder-se uma pequena joaninha perdida da sua família na fuga de um grupo de moscas que a deixou sem asa. E ao fazer-se amiga de Mandíbula, uma simpática formiga preta, Joaninha acabará por, sem querer, ver-se envolvida nesta grande batalha.

Astérix: o domínio dos deuses

Astérix já teremos visto dezenas de vezes e isso será o mínimo. Mas talvez não este “O Domínio dos Deuses”, de 2014. Animação 3D de Louis Clichy e Alexandre Astier a levar-nos a um tempo em que toda a Gália estava sob ocupação romana. Toda, já sabemos, exceto aquela pequena aldeia de gauleses que resistia e haveria de resistir ao invasor. Isto num ano que andará ali por volta dos 50 anos antes de Cristo, em que havemos de ir dar com um Júlio César que, atormentado pela impotência dos seus soldados, decide mudar de estratégia e instalar um condomínio de luxo justamente ao lado da aldeia. E no que isto vai dar é o que vamos querer saber.

Tempos Modernos

Nenhuma das vezes virá a mais para rever um dos maiores clássicos não só da obra de Charlie Chaplin como de todo o cinema do século XX. “Tempos Modernos” leva--nos ao tempo da Revolução Industrial, com Chaplin a trabalhar na linha de montagem de uma fábrica, incumbido da repetitiva função de apertar parafusos que lhe há de provocar uma crise nervosa que acabará com ele despedido. Depois de um longo período num sanatório, sai em liberdade, em busca de um novo trabalho, mas termina preso, confundido com um agitador comunista. E a história ainda há de dar muitas voltas nesta crítica ao capitalismo e à ideologia vigente.

O Principezinho

Uma animação produzida pela Onyx Films do mesmo realizador de “O Panda do Kung Fu”, a partir de uma das mais importantes obras infantis de todos os tempos, publicada pela primeira vez em 1943, um ano antes da morte do ilustrador e piloto francês Antoine de Saint-Exupéry (1900-1944). Nesta versão contemporânea de “O Principezinho”, uma menina que vive em casa com uma mãe obcecada com o seu futuro conhece um ex-aviador que vive na casa do lado depois de receber um desenho num avião de papel. E é esse homem que há de contar-lhe como um dia conheceu num deserto um principezinho loiro que dizia viver no asteroide B612.

Lego Batman: O Filme

Batman, o mais misterioso dos super-heróis, enfrenta um novo desafio: salvar uma Gotham City construída em lego e os seus habitantes dos planos do tenebroso Joker. Bruce Wayne a vestir de novo a pele de homem-morcego para uma luta em que não estará sozinho: terá ao seu lado Robin, um jovem órfão sob sua proteção e que o ajudará a perceber o valor da amizade neste filme de animação computadorizada que não será um Batman igual aos outros. Com realização de Chris McKay, “Lego Batman”, já se vê pelo o nome, virá juntar ao universo do Cavaleiro das Trevas o das megaconstruções da Lego.

A Ovelha Choné: O Filme

O regresso da Ovelha Choné, personagem criada por Nick Park, autor de “Wallace e Gromit” e do icónico “A Fuga das Galinhas”, num filme de Mark Burton e Richard Starzak em que encontramos a simpática mas choné ovelha entre o seu rebanho no tranquilo Vale Verdejante, a salvo de todos os perigos, sob a proteção de um agricultor e do seu cão. Existência tão perfeita que Choné se aborrece e monta um plano para quebrar a monotonia. E tudo está bem até tudo se complicar quando, acidentalmente, o agricultor parte na sua caravana para a cidade. Perante isso, Choné só vê uma solução: ir até lá para o trazer de volta para o Prado Verdejante.

Trafic

Em “Trafic” (ou “Sim, Sr. Hulot”, no título em português), surge pela última vez a figura do Sr. Hulot nos filmes de Jacques Tati, às voltas com os absurdos do mundo moderno e tecnológico. Aqui, o Sr. Hulot empreende uma viagem de Paris a Amesterdão, encontrando pelo caminho distintas dificuldades que desembocam em situações cómicas, exploradas com extremo rigor e subtileza pelo realizador. “Trafic” é o segundo título de Jacques Tati exibido no ciclo “Monumental dos Miúdos”, cuja programação inclui ainda, na versão original, o clássico “Há Festa na Aldeia”.

Gru - O Maldisposto 3

Deprimido e mais maldisposto do que nunca depois de despedido da Liga Antivilões por ter deixado escapar um dos mais bem-sucedidos vilões de todos os que combateu, Gru acha que não há lugar mais baixo para onde descer. Mas aí conhece Dru. O irmão gémeo cuja existência desconhecia é-lhe apresentado por um estranho e será o oposto de si: rico, lindo e bem-disposto. E Dru irá fazer ao já bem conhecido anti-herói uma proposta de parceria para juntos prosseguirem com as malfeitorias. Resta saber o que decidirá Gru, agora acomodado ao papel de pai de família dedicado, perante essa possibilidade de voltar a mudar de vida.
 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

Não tem utilizador? Clique aqui para registar

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×