25/9/18
 
 
Recorde de juros negativos a curto prazo

Recorde de juros negativos a curto prazo

Magalhães Afonso 16/08/2017 18:18

Portugal emitiu ontem 1000 milhões de euros de dívida pública em Bilhetes do Tesouro (BT), conseguindo financiar-se com um recorde de juros negativos. 

A Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública [IGCP], organizou um duplo leilão de BT, com prazos de três e seis meses e em ambos conseguiu taxas negativas inferiores à do último leilão comparável.

Na emissão com prazo de vencimento em novembro foram emitidos 250 milhões de euros com um juro médio de -0,358%, mais baixo que a operação semelhante de julho (-0,337%).

Na linha a 11 meses, onde Portugal levantou 750 milhões de euros, o juro baixou para -0,291% face aos -0,264% do leilão anterior, realizado em fevereiro.

Na emissão de BT a três meses a procura superou em 3,94  vezes a oferta e na de prazo mais longo a procura 2,447 vezes superior à oferta.

Em 2017 todas as emissões de dívida pública portuguesa a curto prazo foram feitas com juros negativos.

Em 2016, a instituição liderada por Cristina Casalinho conseguiu levantou mais de 16 mil milhões de euros em títulos de curto prazo, tendo pago uma taxa média de 0,02%. Para este ano a expetativa é que a taxa caia para terreno negativo. 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×