22/9/17
 
 
Figuras públicas ditam moda

Figuras públicas ditam moda

Sónia Peres Pinto 17/07/2017 18:54

Com a chegada das redes sociais, como o Facebook, o Twitter e o Instagram, as mais variadas celebridades não só revelam o seu estilo como também usam estas ferramentas para promover marcas. Os milhares de seguidores agradecem as dicas. 

As figuras públicas são um dos maiores barómetros para a moda. Ninguém fica alheio ao que estas personalidades usam - desde roupa a sapatos, passando pelos acessórios e cabelos -e as redes sociais funcionam quase como um binóculo para o público se manter a par do estilo das celebridades. Kate Middleton, a duquesa de Cambridge, é um desses exemplos e ganha maior revelo por o seu look variar entre peças de roupa de alta costura e marcas mais banais. Segundo um estudo publicado pela Rakuten Marketing, Kate inspira mais de 29% das mulheres a vestirem as mesmas peças de roupa com que surge em público. Por isso não é de estranhar que boa parte das peças de vestuário com que a duquesa surge em público se transformem em produtos esgotados em poucos minutos.

O mesmo acontece com a rainha de Espanha. que continua a apostar em marcas low-cost para os seus looks. É frequente ver Letizia com roupa da Mango e da Zara, bem mais acessível aos bolsos dos portugueses. 

Mas não é só a realeza a ditar a moda. Cristiano Ronaldo é mais um desses exemplos. Além de ser uma referência nos campos ainda é mais fora deles. E não é só por ser o rosto de marcas como a Nike. O estilo do jogador é seguido à risca, principalmente pelos mais jovens. O corte de cabelo ‘à Ronaldo’ tem marcado uma geração, assim como o brinco que o craque habitualmente usa. Claro que a esmagadora maioria dos fãs não usa um diamante, mas tentam imitar a sua imagem o melhor que podem. O mesmo acontece com o crucifixo que usa. 

Blogues marcam 

Famosos que lançam blogues virou moda, mas também se verifica o contrário, ou seja, a moda dos blogues também tem originado fama. Que o diga Ana Garcia Martins, autora do A Pipoca Mais Doce, o blogue mais lido em Portugal. Atualmente A Pipoca Mais Doce já é uma marca e tornou-se num negócio para a antiga jornalista, que já lançou uma linha de vernizes, cremes, roupa, agendas e joias, entre outros produtos.

Também é possível encontrar bloggers com formação na área de moda que trabalham como stylists. É o caso de Mónica Lice, do blogue Mini-Saia que também é consultora de moda, assim como Maria Guedes, uma das melhores stylists portuguesas e autora do Stylista.

Já Cátia e Margarida tinham uma paixão em comum: a moda e, a pensar nisso, lançaram o blogue No Style it Up. Ali as duas partilham looks, dicas de beleza, tendências e desejos femininos com os quais todas as leitoras se conseguem relacionar. Além disso, a cobertura dos eventos mais in do país também não falta neste blog feminino. Por seu lado, o M. por Amor de Marta Pinto de Miranda aposta na moda e no lifestyle (que inclui dicas para férias, festivais de verão, teatro, cinema, …). E não deixa as suas leitoras sem algumas dicas de beleza esporádicas, claro.

Mais recentemente foi a vez de Raquel Strada a apostar em transformar o seu Instagram numa Montra Digital, onde os seguidores poderão comprar em tempo real os produtos que desejam. 

Mas não é só de moda que vivem os blogues - conte ainda com espaços especializados para culinária, tecnologia, conteúdos televisivos e muito mais. A maioria ganhou novas dimensões com a chegada das redes sociais, como o Facebook, o Twitter e o Instagram. 

É a pensar, aliás, nessa projeção que a agência Elite já conta com um espaço para digital influencers. Aqui é possível encontrar nomes, como Débora Monteiro, Dânia Neto, João Mota, Mariana Monteiro, Ruben Rua, entre muitos outros. 

Mas se a realidade portuguesa começa a dar os primeiros passos, o campeonato já vai avançado lá fora. E os números falam por sim: Selena Goméz conta com 123 milhões de seguidores no Instagram. A cantora americana não se tornou apenas numa figura mediática como também é a pessoa com mais seguidores nesta rede social, sucedida por Cristiano Ronaldo, com 105 milhões de seguidores, ou por Kim Kardashian com 101 milhões de seguidores .

Cobrar por foto

Mas também há ‘anónimos’: é o caso de Jack Morris e Lauren Bullen, o casal hit do Instagram. Viajam pelo mundo enquanto promovem marcas e destinos. E o sucesso tem sido tanto que cobram cerca de três mil euros por foto. «Às vezes pode parecer muito planeado, mas nós só estamos a tirar fotografias às coisas que estamos a fazer», explicou Jack Morris à revista Cosmopolitan, acrescentando que «às vezes é um trabalho, e temos de tirar fotos às coisas que nos dizem, mas durante a maior parte do tempo é muito relaxado. Tudo aquilo que nós fotografamos e publicamos no Instagram é a vida real», salientou. 

Como tudo começou? Ele é autor da página de «Instagram Do You Travel» e ela é autora da conta «Gypsea Lust». Ou seja, cada um já tinha os seus próprios projetos antes de se conhecerem - e mantêm-nos -, mas foi quando se juntaram que as suas vidas mudaram completamente. «Assim que começámos a publicar fotos juntos, as marcas começaram a contactar-nos com muito mais frequência comparativamente a quando viajávamos sozinhos. Acho que provavelmente viam mais valor num casal porque é o target principal de grande parte da indústria de viagens», confessaram.  J
 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

Não tem utilizador? Clique aqui para registar

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×