14/12/19
 
 
Infarmed alerta para a não utilização destas pulseiras e pensos repelentes

Infarmed alerta para a não utilização destas pulseiras e pensos repelentes

shutterstock Jornal i 11/07/2017 12:03

Certificado dos produtos foi falsificado

O Infarmed alerta para o facto de as pulseiras e os pensos repelentes do fabricante Henan Hexin Hengda terem um certificado falsificado.

“O certificado original emitido pelo organismo notificado TÜV Rheinland LGA Products GmbH (0197), para dispositivos médicos do fabricante Henan Hexin Hengda industrial Co., Ltd, foi manipulado e foram-lhe adicionados os produtos pulseiras e pensos repelentes de mosquitos. Esta informação foi confirmada pelo organismo notificado”, lê-se no comunicado publicado no site do Infarmed.

A autoridade refere que não há registos do fabricante em Portugal, mas a livre circulação de produtos levou o Infarmed a alertar para a não utilização dos produtos em causa.

"A existência destes produtos em Portugal deve ser reportada à Direção de Produtos de Saúde do Infarmed", lê-se no mesmo documento.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×