19/11/18
 
 
Secretários de Estado exonerados constituídos arguidos

Secretários de Estado exonerados constituídos arguidos

João Girão Jornal i 10/07/2017 12:47

Inquérito ao 'Galpgate' passa a ter seis arguidos

O Ministério Público (MP) já determinou que os três governantes, que pediram a exoneração já aceite pelo primeiro-ministro, vão ser constituídos arguidos.

Em causa estão as viagens para jogos do Euro2016 paga pela Galp ao secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, Fernando Rocha Andrade, ao secretário de Estado da Internacionalização, Jorge Costa Oliveira, e ao secretário de Estado da Indústria, João Vasconcelos.

O MP refere, através de um comunicado, que "no âmbito do inquérito relacionado com viagens ao Euro2016 (...) determinou a constituição como arguidos de três secretários de Estado agora exonerados (Internacionalização, Assuntos Fiscais e Indústria), estando em curso diligências para a concretização desse despacho".

Para o Ministério Público, estão em causa “factos suscetíveis de integrarem a prática de crimes de recebimento indevido de vantagem, previstos na Lei dos Crimes de Responsabilidade de Titulares de Cargos Políticos”, lê-se no documento a que o i teve acesso.

“No processo investiga-se o pagamento pela Galp Energia S.A. de viagens, refeições e bilhetes para diversos jogos da seleção nacional no Campeonato Europeu de Futebol de 2016”.

No inquérito foram já constituídos arguidos três outros arguidos, um chefe de gabinete, um ex-chefe de gabinete e um assessor governamental, a que se somarão os três governantes exonerados.

Recorde-se que os três secretários de Estado pediram, este domingo, a sua exoneração do cargo, justificando o pedido, entretanto aceite por António Costa, com a intenção de não prejudicar o Governo e de se poderem defender perante a justiça.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×