13/11/18
 
 
Jovem agredido de forma violenta por militares em Vila Real

Jovem agredido de forma violenta por militares em Vila Real

José Fernandes Jornal i 04/07/2017 10:58

Exército diz que não tem "qualquer responsabilidade sobre os atos praticados pelos militares fora do quartel e à civil"

Um jovem de 22 anos foi alvo de agressões por um grupo de homens, que seriam militares, depois de defender a namorada.

O episódio aconteceu à porta de um bar em Vila Real. Pedro Taveira estaria a jogar matraquilhos dentro do estabelecimento, quando foi avisado que um desconhecido estava discutir com a namorada.

De acordo com o Correio da Manhã, um dos homens terá dito à namorada do jovem: “Eu não dou de beber a porcas". Pedro Taveira terá abordado o autor do insulto que negou ter dito a frase, e então voltou a entrar no bar. “Para mim, o assunto ficou esquecido", cita o diário.

Após o fecho do bar, o jovem terá sido cercado e ameaçado, antes de o agredirem. "No chão, deram-me vários pontapés na cabeça", contou.

Pedro Taveira teve de ser socorrido no local pelo INEM, que foi chamado por clientes do bar. Sofreu vários traumatismos que o impedem de trabalhar.

O jovem apresentou queixa à PSP e indicou que tinha reconhecido, através das redes sociais, pelo menos alguns dos homens como militares.

Fonte do Exército, contactada pelo Correio da Manhã, adiantou que não tem "qualquer responsabilidade sobre os atos praticados pelos militares fora do quartel e à civil", embora tenha garantido disponibilidade para colaborar com a investigação da PSP.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×