15/11/18
 
 
Irão. Capitão da seleção quer mulheres nos estádios

Irão. Capitão da seleção quer mulheres nos estádios

Bruno Venâncio 21/06/2017 15:08

Masoud Shojaei pediu ao presidente para decretar o fim da proibição que vigura desde 1982

O capitão da seleção do Irão, orientada por Carlos Queiroz, defendeu publicamente o fim da proibição de mulheres irem a estádios de futebol naquele país asiático, conhecido pelo conservadorismo.

Masoud Shojaei, que passou a maior parte da carreira no estrangeiro (dois anos nos Emirados Árabes Unidos, seis em Espanha, dois no Catar e a última temporada na Grécia), encontrou-se com o presidente Hassan Rouhani e pediu-lhe para terminar com esse impedimento. "Eles deviam tomar uma atitude para permitir a presença das mulheres nas bancadas no futuro", disse o médio, em entrevista ao canal "Varsesh3".

E a verdade é que o presidente está disposto a acabar com a medida, em vigor no país desde 1982. O problema é a falta de vontade de Ali Khamenei, Líder Supremo do país, para que tal aconteça. Até 1987, aliás, as mulheres nem sequer podiam ver jogos na televisão...

Em 2006, o então presidente Mahmoud Ahmadinejad tentou emitir um decreto para mudar esta realidade, pedindo a criação de áreas especiais para mulheres. O sistema de justiça, porém, negou a ordem. A única vez em que as mulheres iranianas puderam ir a estádios aconteceu no Campeonato Asiático de sub-16, em 2012.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×