23/8/17
 
 
Prolongadas sanções à Crimeia

Prolongadas sanções à Crimeia

Jornal i 19/06/2017 12:23

A União Europeia (UE) prolongou ontem por um ano as sanções impostas na sequência da anexação ilegal da Crimeia e de Sebastopol pela Rússia. 

As medidas restritivas incluem proibições de importação de produtos originários da Crimeia ou de Sebastopol para a UE e o investimento nas duas regiões anexadas

Com as sanções, europeus e empresas com sede na UE estão impedidos de adquirir bens imobiliários ou entidades na Crimeia, financiar empresas da Crimeia ou prestar serviços conexos.

Até 23 de junho de 2018 continuarão proibidas as exportações de determinadas mercadorias e tecnologias para empresas da Crimeia ou para utilização na Crimeia nos setores dos transportes, telecomunicações e energia e relacionadas com a prospeção, exploração e produção de petróleo, gás e recursos minerais.

Também não devem ser prestados serviços de assistência técnica, corretagem, construção ou engenharia relacionados com a infraestrutura nestes setores.

A UE continua a condenar a anexação ilegal, pela Rússia, da Crimeia e de Sebastopol  e continua empenhada em aplicar plenamente a sua política de não reconhecimento.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

Não tem utilizador? Clique aqui para registar

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×