17/10/17
 
 
Petição pede apuramento de responsabilidades no fogo trágico de Pedrógão Grande

Petição pede apuramento de responsabilidades no fogo trágico de Pedrógão Grande

Diana Tinoco Marta F. Reis 18/06/2017 19:01

Iniciativa partiu de uma jovem de 27 anos

Foi lançada esta tarde uma petição para que sejam apuradas responsabilidades pelas vítimas mortais no fogo trágico de Pedrógão Grande. A iniciativa é assinada por Ana Cabral, jovem de 27 anos, que pretende que o movimento exerça a “pressão necessária para que se desenvolva de forma cuidada e com rigor uma investigação criminal”.

“É de máxima importância averiguar que órgãos e indivíduos devem ser contabilizados pelo elevado número de homicídios por negligência grave, e o que falhou para prevenir a que é já considerada como a maior tragédia de vidas humanas em incêndios florestais em Portugal, segundo as declarações do primeiro-ministro. Solicito assim que apoie esta Petição para que seja feita justiça e se previna tragédia de negligência semelhante no futuro próximo”, lê-se ainda na petição.

Em declarações ao i, Ana Cabral adiantou que é natural de Viana do Castelo, mas reside no Ribatejo. “Vi, no verão passado, os incêndios destruírem completamente as zonas que rodeavam o Soajo, onde estava na altura, e a fraca resposta por parte das autoridades, deixando todo o trabalho ao encargo dos bombeiros. Não se investe em meios aéreos devidos nem se investe na prevenção”, diz a autora da petição, disponível no site “Petição Pública”.

“Sei que Portugal é um país extremamente seco no verão e parece que sofremos com uma tempestade de areia do norte de África ontem, mas parece-me que a proteção e o plano de ação falhou dada a quantidade elevada de vítimas mortais. Parece-me assim o acumular de inúmeras negligências, na prevenção, na verificação, no que toca à segurança e bem-estar dos portugueses e receio que ninguém seja responsabilizado por tantas mortes”, diz ainda Ana Cabral. "No verão passado ocorreram incêndios no norte de Portugal que atravessaram estradas, e por segurança a circulação fora encerrada, não se verificou esse plano de acção desta vez".

 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

Não tem utilizador? Clique aqui para registar

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×