28/5/17
 
 
Ex-funcionário de Conservatória condenado a 12 anos de prisão por desviar 1,6 milhões

Ex-funcionário de Conservatória condenado a 12 anos de prisão por desviar 1,6 milhões

Shutterstock Jornal i 19/05/2017 11:16

Osvaldo Pires está também acusado de ter retirado 204.400 euros do Cartório Notarial

Osvaldo Pires, um ex-funcionário da Conservatória de Viseu foi condenado, esta sexta-feira, a 12 anos de prisão por ter desviado cerca de 1, 6 milhões de euros daquele estabelecimento.

O homem foi acusado dos crimes de peculato, falsificação de documentos, falsidade informática e branqueamento de capitais, tendo sido julgado, pela primeira vez, no final do ano passado.

Na segunda sessão do julgamento, o homem confessou ter desviado o dinheiro, entre abril de 2006 e junho de 2012, apesar de não ter dificuldades económicas.

Osvaldo Pires está também acusado de ter retirado 204.400 euros do Cartório Notarial onde trabalhou antes de ir para a Conservatória.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

Não tem utilizador? Clique aqui para registar

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×