20/11/17
 
 
CGD com prejuízo de 39 milhões no primeiro trimestre

CGD com prejuízo de 39 milhões no primeiro trimestre

Sónia Peres Pinto 18/05/2017 18:30

No primeiro trimestre de 2016, as perdas tinham sido de 74 milhões de euros.

A Caixa Geral de Depósitos apresentou um prejuízo de 39 milhões de euros nos três primeiros meses do ano. O número compara com um resultado líquido negativo de 74 milhões no mesmo período de 2016.

“O resultado líquido do trimestre foi negativo, de -39 milhões de euros, impactado por custos não recorrentes de 58 milhões de euros (42 milhões líquido de impostos). O resultado líquido recorrente foi positivo de 3,5 milhões de euros”, revela em comunicado à Comissão de Mercados de Valores Mobiliários (CMVM).

A margem financeira atingiu os 326,1 milhões de euros, beneficiando da forte redução sentida no custo de financiamento. Já em relação ao produto bancário, o banco revela que houve uma progressão “face ao trimestre homólogo 65,2%, (+193,2 milhões de euros), situando-se em 489,6 milhões de euros, com contributos positivos da margem financeira (+50,8 milhões de euros) e dos resultados em operações financeiras (+178,9 milhões de euros)”.

“O crédito em risco reduziu-se para 10,4% em 31 de março de 2017 (11,9% em março de 2016), com uma cobertura por imparidades de 77%”, nota o banco, sublinhando que o “custo do risco de crédito do trimestre situou-se em 0,17%, confirmando a trajetória descendente esperada após o exercício de avaliação de ativos levado a cabo no final de 2016”, acrescenta em comunicado.

Este primeiro trimestre, a CGD concluiu o plano de recapitalização acordado entre o Estado Português e a Comissão Europeia, plano esse que permitiu injetar 4,4 mil milhões de euros no banco estatal, permitindo assim um reforço dos rácios da maior instituição financeira portuguesa.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

Não tem utilizador? Clique aqui para registar

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×