17/11/18
 
 
Cortes ou ficções? A dura troca de palavras entre Montenegro e Costa

Cortes ou ficções? A dura troca de palavras entre Montenegro e Costa

João Porfírio Margarida Davim 10/05/2017 15:41

António Costa voltou a recordar os 600 milhões de euros que Pedro Passos Coelho quereria cortar na Segurança Social e que dominaram o debate das legislativas para responder às questões do PSD sobre a Segurança Social. Luís Montenegro retorquiu com os cortes na Saúde que hoje e amanhã está em greve.

Foi um momento duro de troca de acusações entre Luís Montenegro e António Costa, que começou com a situação da Segurança Social e acabou com a questão da dívida dos hospitais e os cortes que, segundo o PSD, estão a afetar o SNS.

"Não falo de ficções", atirou Montenegro, depois de António Costa recuperar a ideia de que o PSD queria, se fosse Governo, cortar 600 milhões de euros em pensões.

"A realidade dos cortes é sua e do PCP e do BE", acusou o líder da bancada parlamentar do PSD, que acusou os partidos mais à esquerda de terem ido "para os hospitais chorar lágrimas de corcodilo" no primeiro de dois dias de greve no SNS quando apoiam o Governo.

"Os 600 milhões são de facto uma ficção, mas só são uma ficção porque os senhores foram derrotados", respondeu António Costa, que diz que não há cortes quando se têm verificado investimentos no SNS.

Costa recordou que este Governo fez quatro mil contratações para o SNS e aumentou em 75% as horas extraordinárias. "Não são cortes", frisou o líder do Executivo.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×